[Mês de aniversário] - Bibliotecas ao ar livre



Em uma época onde a tecnologia está constantemente presente na vida das pessoas, há quem acredite que os livros podem estar perdendo espaço no mercado. Mas a verdade é que, ainda nos dias de hoje, os livros são uma fonte de atração para muitas pessoas em vários países pelo mundo.
Tanto é verdade que alguns países estão investindo nas bibliotecas ao ar livre, ou Bibliotecas Outdoor. Sem atendentes, este tipo de atração pública conta apenas com estantes e mais estantes repletas de livros, disponíveis para quem estiver a fim de  ter alguns momentos de relaxamento e diversão em meio à natureza. É só parar e desfrutar do sentimento que só um bom livro pode proporcionar.
As bibliotecas ao ar livre são ótimas oportunidades de lazer e cultura, pois incentivam a comunidade à leitura, além de permitir que os cidadãos realizem trocas de livros, depositando ali exemplares que não lhes servem mais e permitindo que outras pessoas desfrutem dessas obras, anteriormente abandonadas em uma prateleira qualquer de uma residência.

Onde encontrá-las? A melhor resposta para esta pergunta é: depende de onde você estiver. A criatividade para a criação destas bibliotecas pode nos surpreender. Praças, parques, terrenos vazios ou praias, basta saber aonde procurar. Se o seu destino for a cidade de Gante, na Bélgica, por exemplo, siga a estrada de tijolos amarelos. Ops. A plantação de vinhas... É isso mesmo. Elas te levarão  ao grande espaço aberto onde as estantes verdes da Biblioteca Bookyard criada por Massimo Bartolini seguem alinhadas às vinhas, valorizando o terreno e o espaço público, além da possibilidade de se realizar compra, venda e troca de exemplares antigos.

Em Sidney, Austrália, a biblioteca ao ar livre está longe dos campos. Pois a Beach Library, como o próprio nome já diz, é uma biblioteca praiana. Localizada na praia de Coogee, a Beach Library possui um acervo de aproximadamente 1000 livros de vários gêneros nacionais e internacionais. Os cidadãos podem retirar livros por mais de um dia, e a única exigência em troca é a devolução do exemplar em bom estado após o término da leitura. 




Mas não é só a Beach Library que faz sucesso em Sidney: na praia Bondi Beach, mais exemplares de livros são disponibilizados aos cidadãos, com o mesmo procedimento para empréstimo e devolução.



Outra biblioteca ao ar livre que é ponto obrigatório de visitação para os amantes da literatura é a Bart's Books, na Califórnia. Extremamente charmosa, esta biblioteca pública de 1964 é uma ótima opção de lazer. As diversas estantes rodeiam uma pracinha central cheia de mesas para quem quer tomar um suco e relaxar. A Bart's Books possui apenas uma placa na entrada informando os valores e instruindo aqueles que quiserem comprar livros depois do horário de funcionamento do local, pois algumas estantes voltadas para a rua estão sempre à disposição dos cidadãos.


Nova York também possui sua própria biblioteca ao ar livre na Ilha do Governador. A biblioteca portátil surgiu da parceria entre três grandes bibliotecas municipais nova-iorquinas, ficando disponível ao público nos finais de semana durante o verão. Por ser uma biblioteca mais recente, não possui muitos exemplares, mas sua variedade é grande para atender a todas as idades e interesses. Os cidadãos são livres para levar os livros para qualquer parte da cidade, desde que sejam devolvidos até um determinado horário. Mas apesar disso, se alguém perder o horário para devolução ou simplesmente devolvê-lo dias depois, não sofrerá nenhuma punição. Afinal, para os administradores deste projeto, "se alguém ama tanto um livro a ponto de sentir que precisa tê-lo, deixe que o tenha".

E quem pensa que o Brasil fica de fora deste tipo de entretenimento, está muito enganado! Algumas cidades brasileiras tiveram idéias muito criativas para chamar a atenção da população para o mundo da literatura. Dentre todas as inovações, o projeto Esqueça Um Livro é o que mais faz sucesso entre os brasileiros, onde os participantes devem acidentalmente "esquecer" um livro em algum local público, dando a chance para que outras pessoas o encontrem e possam ler o livro que você deixou para trás, automaticamente entrando na "brincadeira". Este projeto é considerado como muito interessante por quem participa dele, pois é visto como um incentivo não só à leitura, mas também ao desapego. Não fiquem de fora!

2 comentários:

  1. Oi Marina, tudo bem?
    Es achei essa ideia incrível. Eu já tinha ouvido falar sobre as bibliotecas ao ar livre, mas nunca tinha pesquisado sobre. Gostei muito das fotos e do post. Fiquei maravilhada com as bibliotecas de Sydney, imaginar que lindo escolher o que quiser ler na praia.
    Sobre o projeto do Brasil, uma vez deixei um livro no shopping, Não sei quem o pegou, mas espero de coração que tenha lido Anna e o beijo francês e tenha se apaixonado.
    Gostei muito do post.
    Beijinhos *--*
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rachel! Tudo bom e você?
      Nem me fale, eu fiquei encantada quando descobri a existência dessas bibliotecas pelo mundo! Dá vontade de conhecer todas elas! E você percebe que esse tipo de projeto só funciona com a colaboração da população, que vai cuidar e dar valor.
      O projeto brasileiro eu achei muito interessante! Tem até um site para você fazer o cadastro e conseguir a imagem do marcador do "Esqueça um livro" para deixar junto com o exemplar que você largar por aí! rs. Eu penso em participar, mas não sei se aguentaria ficar sem saber quem pegou o meu livro... Acho que ficaria espiando até alguém aparecer... hahaha

      Beijo!
      Volte sempre =)

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.