[Resenha] Prodigy - Marie Lu

Título : Prodigy – Os opostos perto do caos
Autora : Marie Lu
Editora : Rocco Jovens Leitores
Número de páginas : 301
ISBN : 978-85-7980-206-5

ATENÇÃO LEITOR! SE VOCÊ AINDA NÃO LEU LEGEND, RECOMENDO QUE NÃO PROSSIGA NA LEITURA DA RESENHA, QUE INEVITAVELMENTE CONTÉM SPOILERS DESSE LIVRO QUE É O PRIMEIRO DA TRILOGIA LEGEND!




Prodigy inicia logo após os acontecimentos de Legend; June e Day fogem de Los Angeles e sozinhos passam por dificuldades. Eles vão para Las Vegas, e lá são recrutados por um grupo de revolucionários, que se auto denominam os Patriotas. Eles oferecem ajuda a June e Day, dão tudo o que eles precisam, mas em troca querem que eles façam parte da equipe. Contudo, exigem uma tarefa nada fácil, assassinar o novo Primeiro Eleitor, que teve de assumir o comando da nação, logo após a morte de seu pai. June e Day se veem sem alternativas, principalmente Day, que se machucou seriamente na fuga de Los Angeles, precisa de uma operação, e de dinheiro para ir atrás de seu irmão caçula que foi levado pelo governo, sabe – se lá porquê, e para quê. Então eles são inseridos no grande plano dos Patriotas; Day passa pela cirurgia, e é iniciado no treinamento militar; enquanto June, que era até então considerada uma traidora, consegue inventar uma convincente história, e é recebida de volta como grande prodígio da República. Tudo isso para que ela possa se aproximar do novo Primeiro Eleitor, ganhar sua confiança, e levá – lo a cair na armadilha dos revolucionários.
"A simples lembrança do seu nome me faz respirar com dificuldade. Fico quase constrangido com minha reação. June e eu somos uma boa dupla? 'Não' é a primeira palavra que me vem à cabeça. Mesmo assim..." Day - página 101

Tudo está encaminhando conforme o planejado, até que a convivência com Anden, o novo Primeiro Eleitor, faz June se arrepender de levar o plano adiante. Ele se revela um governante que é completamente o oposto do seu pai, disposto a dar ouvidos ao povo, e diminuir a diferença entre as classes sociais. June se encontra então disposta a ajudar Anden, para que se tenha um país igualitário. Ela consegue se comunicar com Day, e ambos então, passam por perigos intensos, para conseguirem uma nação que consideram mais justa.






Com grandes reviravoltas que se sucedem, Marie Lu nos brinda com um segundo livro mais fascinante que o primeiro, a história se desenvolve de forma frenética, o que eu gosto muito particularmente, sempre carregado de fortes emoções; June e Day se revelam mais uma vez apaixonantes, e como no primeiro livro, o final é surpreendente. Gostei muito de algo em particular, eles chegam a se infiltrar nas Colônias, e percebem que mesmo não sendo um país ditado militarmente, eles mantém a população confinada a rédias financeiras, e isso mais uma vez mérito para Marie Lu. Sempre que lemos um primeiro livro muito bom de uma saga, ficamos com o pé atrás em relação ao segundo, mas eu recomendo sem preocupação nenhuma a leitura de Prodigy.  





"Day me abraça mais forte. Sua mão acaricia meus cabelos e ele me embala suavemente, como se eu fosse uma criança. Aferro-me desesperadamente a ele, incapaz de recuperar o fôlego, sufocada pela febre, pelo sofrimento e pelo vazio." June Iparis - página 240

4 comentários:

  1. Amei a resenha! :D

    www.itgirloficialig.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita Clara :) volte sempre, tem muita coisa legal esse mês ainda...

      Excluir
  2. Ah Gustavo eu adoraria ler sua resenha, mas já add Legend na minha lista, então não quero spoilers do primeiro livro hahaha.
    Mas como disse que ou dar minha opinião do primeiro, assim que acabar volto aqui.
    Beijos

    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena vc não poder ler Rachel, mas spoilers não dá, hahaha. Aguardo sua opinião depois, bjo!

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.