Instituição para Jovens Prodígios - A Revelação - L. L. Alves

Esse post pode conter spoilers de IJP - A Seleção e IJP - A Traição.


Depois de ser traída por quem menos esperava, Lara está decidida a descobrir todos os mistérios da Instituição. Sua amizade com Irene está estremecida, mas ela acaba contando com a ajuda de Claire e Alice e dessa aliança incomum nasce uma nova amizade. Após os fracassos em tentar alertar os estudantes, as meninas resolvem convocar o maior número de pessoas para criar uma resistência a Ilo e sua corja. 


"Lara desejava que todos soubessem da verdade, que entendessem o que estava acontecendo ali. Queria, mais do que tudo, que fossem fortes o suficiente para saírem da Instituição e voltarem para suas famílias, sãs e salvos. Mesmo para aqueles que não tivessem uma família, ir embora era o melhor a se fazer."

O grupo Anti-IJP formado pelas meninas e mais alguns estudantes estão em busca de pistas sobre o que a Instituição está planejando e porque precisam de tantos jovens prodígios. Acontece que cada vez que eles tentam fazer alguma coisa parece que a Instituição está um passo a frente, e essas tentativas estão colocando as pessoas que eles amam em risco. 

Durante as reuniões, Lara tenta descobrir quais são as habilidades que cada membro possui e fica cada vez mais estranho o fato de Irene não aparentar nenhuma delas. Enquanto isso, ela descobre sobre a Operação Inglaterra e o paciente 0, mas tudo ainda é muito vago e sem sentido. 


"A imagem começou a se desintegrar pouco a pouco e Lara fechou os olhos, suspirando. Queria acreditar que tudo daria certo. Afinal, os bonzinhos sempre venciam nos livros e nos filmes. Sim, pensou enquanto caía no sono profundo, podemos vencer."


Enquanto isso, há uma viagem a França para conhecer o museu do Louvre. Irene e Akira simplesmente desaparecem, junto com uma grande quantidade de estudantes e parece que ninguém, nem mesmo os professores, estão preocupados com esse acontecimento. 
Mais estranho que alunos desaparecendo são eles reaparecendo como se nada tivesse acontecido e sem nenhuma lembrança dos cinco dias que ficaram sumidos. Sem nenhuma teoria que possa realmente explicar o que está acontecendo, Lara resolve se deixar ser pega, com um diferencial: ela conseguiu uma ajuda muito misteriosa, de dentro dos seus sonhos. A pessoa que consegue penetrar seus sonhos desde que ela chegou na Instituição está do lado dos mantenedores, mas resolveu ajudar Lara mesmo com todas as chances do plano dar errado.
Em meio a todos esses acontecimentos, há flashes do passado dos principais personagens, afim de mostrar porque eles tem a personalidade que tem hoje. Através dos flashbacks, podemos entender muitas de suas atitudes.

"Então Hugh chorou pela perda dos pais, pelo medo de ficar sozinho, pela solidão que sentiria nos anos seguintes e pelo buraco que se formava em seu peito e que talvez nunca fosse se curar de verdade.
Ele deixou as suas amargas companheiras se soltarem, escorrem, pularam e pingarem, enquanto seu pequeno mundo se distorcia, engolia-o e mudava, para sempre.
Há muito que ele não chorava..."

O que era pra ser uma Instituição para Jovens Prodígios se mostra uma farsa ainda maior do que Lara poderia imaginar e envolve anos de manipulação e seleção de crianças. Nesse momento, a nossa protagonista desvenda os últimos mistérios, atinge o máximo das suas habilidades e sozinha enfrenta todos os integrantes do mal. O que ela não esperava era que algumas habilidades ainda são capazes de dominá-la. 
Os capítulos finais do livro conta com uma infinidade de revelações, inclusive uma ligação forte de Lara com o seu terceiro lugar na seleção da Instituição. A narrativa intensa não deixa que larguemos o livro até o final. Tudo parece se resolver e a gente até acha que acabou a saga, porém uma super reviravolta nos faz implorar pelo último livro. 
A linguagem de L. L. Alves está cada vez mais madura, além disso, é de fácil entendimento e muito cultural; realmente nos sentimos na Inglaterra enquanto lemos. 
Depois que li "A Traição', fiquei com mil perguntas na minha cabeça. Por mais de uma vez me questionei se L. L. Alves seria capaz de fechar todas as arestas que ela abriu. Mas a minha escritora nacional favorita não me decepcionou. Claro que ainda tenho perguntas, afinal, ainda falta um livro. Mas depois de ler "A Revelação" não tenho mais como duvidar da genialidade dessa autora. O enredo nos prende de tal forma que não acontecia há muito tempo. Eu disse pra ela logo após a conclusão do livro que me peguei 'tremendo' de ansiedade e nervoso, por tudo que Lara estava passando. Isso só aconteceu quando eu li Harry Potter. Então vocês podem pensar no nível né? Vale muita a pena, gente, não vejo a hora de ler a conclusão épica dessa saga!!!
IJP, decorem esse sigla, vocês ainda vão ouvir falar dela!

3 comentários:

  1. Oi Carol, tudo bem?
    Eu nunca tinha ouvido falar destes livros. Procurei a sinopse do primeiro e até gostei, mas acho que não vai ser um livro que vu comprar logo. Eu li sua resenha, confesso não ter entendido muita coisa, mas gostei muito da forma como você explicou seu ponto de vista da história e como falou da personagem.
    Parabéns.

    Beijinhos *-*

    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rachel!!!!
      Tem eles em ebook no site da Amazon é mais barato que o livro físico. Quem sabe vc não prefere! Vale a pena, é uma grande história. Procure no menu as resenhas dos primeiros livros, você vai entender melhor... Esse é o terceiro já!!! beijos

      Excluir
  2. Oi, Carol!! Aaah que resenha perfeita!! Não sei qual parte amei mais *-* hahaha Obrigada obrigada obrigada! Vamos ver se você vai aguentar o "capítulo" final? rsrsrs Obrigada por todo o carinho e apoio de sempre!

    Beijos!!

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.