[Resenha] King of Thorns - Mark Lawrence

Título : King of Thorns
Autor : Mark Lawrence
Editora : Dark Side
Número de páginas : 528 
Lançamento : 2014
ISBN : 978-85-66636-24-6

ATENÇÃO LEITOR! SE VOCÊ AINDA NÃO LEU PRINCE OF THORNS, RECOMENDO QUE NÃO PROSSIGA NA LEITURA DA RESENHA, QUE INEVITAVELMENTE CONTÉM SPOILERS DESSE LIVRO QUE É O  PRIMEIRO DA TRILOGIA DOS ESPINHOS!

No final de Prince of Thorns, Jorg percebe que é um peão no jogo da luta pelo trono do Império, e como um anti-herói, ele decide jogar. King of Thorns começa nessa tônica, Jorg preparando estratégias de como se tornar Imperador. Ele conquista as Terras Altas de Renar, um território montanhoso, e passa a ser rei. Makin, seu mais fiel companheiro, está ao seu lado sempre. Eu particularmente gosto muito de Makin, um cara que tem coragem de expor seus pensamentos e opiniões a Jorg, que continua sendo um grande sádico. A história alterna entre acontecimentos que se passam quando Jorg tornou – se rei, e acontecimentos de 4 anos no futuro; outro detalhe que gostei bastante, afinal, você se pergunta qual foi o caminho trilhado por ele pra chegar aquele ponto do futuro. Logo no início Jorg conhece seu grande rival Orrin de Arrow e seu irmão Egan. Os dois passam a figurar como os principais candidatos ao trono do Império. O trono é decidido através de uma votação que ocorre a cada 4 anos, onde os reis de cada território que compõem todo o Reino, devem chegar a um consenso; esse consenso não ocorreu desde o último Imperador, que morreu há mais de 100 anos. Jorg viaja por todo o Reino buscando alianças, montando suas estratégias, mas como no primeiro livro, tudo está contra ele, pois Orrin, que é o oposto de Jorg, considerado por muitos um sociopata, conta com o apoio e simpatia de quase todos. Batalhas são travadas, e nelas, Jorg amadurece bastante, agora que está entre seus 15 a 19 anos.


“Eles dizem que o tempo é um ótimo professor, mas infelizmente ele mata todos os seus alunos.” Rei Jorg Ancrath


Temos no livro, trechos do diário de Katherine, mulher que nosso anti-heroi possui uma ardente paixão. Katherine é irmã de Sareth, madrasta de Jorg. Esses trechos escritos por Katherine, foi outro ponto positivo pra mim, a única coisa que talvez tenha me desanimado, foi um trecho na metade do livro, que eu achei um pouco enrolado, mas que não prejudica em nada o nível da excelente história escrita por Mark Lawrence. Assim como no primeiro livro, Jorg continua sendo o grande ponto forte da obra de Lawrence, ele consegue sempre se safar das formas mais inusitadamente inteligentes, é algo realmente brilhante. Ele trava uma ferrenha batalha com Orrin durante os momentos que se passam no presente, tudo pra variar está contra Jorg, e o final é surpreendente.
"Memórias é tudo que nós somos. Momentos e sentimentos, capturados em âmbar, amarrados em filamentos de razão. Tire a memória de um homem e tomará tudo dele. Debaste uma lembrança de cada vez e você o destruirá tão certamente como se martelasse prego após prego em seu crânio." Rei Jorg Ancrath
Esse segundo livro me surpreendeu muito pelo fato do autor ter apresentado um personagem muito bom: o príncipe Orrin. Ele é o oposto de Jorg, e um ser humano íncrivel, isso equilibrou o livro porque, às vezes, cansa um pouco as ações infames de Jorg. Entretanto, quanto mais você lê sobre nosso anti-herói, mais você se pergunta: o que eu faria no lugar dele? Sacrificaria tudo e todos assim como ele? Realmente o livro me causou muitas indagações. Pra finalizar tem a esposa de Jorg, sim ele se casou por causa de uma aliança com um reino forte, e que grata surpresa foi Miama, uma garota muito inteligente e perspicaz que salva a pele dele em alguns momentos. 


Recomendo muito a leitura de Prince of Thorns, e King of Thorns, e pelo que acompanho da trilogia, Emperor of Thorns vai fechar com chave de ouro, então uma boa leitura!




Detalhe contra capa linda, em veludo!!!

2 comentários:

  1. Isso não é legal senhor Gustavo!! Quando tu faz uma resenha de um primeiro livro e aí euzinha aqui fico doida para ter e ler, você vem com a resenha do segundo dizendo que tem spoiler :/
    Não curto spoiler não, mas li assim mesmo a resenha hahaha
    E agora mesmo sabendo que Katherine é irmã de Sareth( o que eu espero que não seja nada alarmante) eu vou querer muito ler esse livro, mas quem sabe daqui a um ano quando eu esquecer esse detalhe. hahahahha
    Gostei muito da resenha. MAs gostei mais ainda da capa de veludo, minha nossa, como esses livros são lindo por dentro *--*
    Beijinhos

    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Rachel, me desculpe mas é quase impossível fazer uma resenha de um segundo livro de uma série, sem ter spoilers do primeiro! Mas não se preocupe, os spoilers são de fatos complementares da história. Como eu já disse, pra ter noção dos que são esses livros fisicamente, apenas vc pegando e folheando, pra ver quão maravilhosos são! Amanhã tem resenha do terceiro! Obrigado pela sinceridade do comentário... bjo

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.