[Resenha] - O Museu dos Horrores - R. F. Lucchetti

Editora: Corvo
Lançamento: 2015
Gênero: Mistério / Ficção Brasileira
Número de páginas: 114
ISBN: 978-85-917914-1-5

A trama de "O Museu dos Horrores" tem início em Londres quando Marcos, um funcionário de uma agência transportadora da cidade, se depara com duas caixas misteriosas no fundo do estabelecimento, vindas de Paris e endereçadas ao Sr. Perkins, proprietário e curador do Museu dos Horrores. 

Marcos fica intrigado com o que poderia haver dentro delas e sua curiosidade só aumenta ainda mais depois que ele recebe duas ligações misteriosas querendo saber sobre o paradeiro de tais caixas. Nenhuma das duas havia sido feita pelo proprietário de tais encomendas, mas quem quer que fosse do outro lado da linha parecia estar realmente preocupado com o paradeiro delas. 

"-Devo estar aí amanhã de manhã. Durante este tempo, não entregue as caixas! Invente um pretexto qualquer para ganhar tempo até eu chegar.                                                                     - Está bem, Sr. Clayton, farei o possível...                                       - Faça o possível e o impossível! - interrompeu a voz - Escute o que eu estou dizendo: essas caixas representam desgraça, destruição, perigo! Portanto, mantenha-as bem guardadas e que elas não sejam entregues a ninguém."

Ele, porém, não consegue conter o Sr. Perkins e logo as caixas são levadas ao Museu. Mais tarde no mesmo dia, qual foi a sua surpresa quando Marcos recebe a visita da jovem Vonetta, responsável por uma das ligações misteriosas. A moça se apresenta como uma repórter procurando informações sobre o mundo do terror para um trabalho e combina um encontro com Marcos ao cair da noite, para que ele possa ajudá-la a invadir o museu atrás de umas fotos. Encantado pela jovem, Marcos logo aceita. Mal sabe ele que este simples "sim" abrirá as portas para o maior pesadelo de sua vida.

"O Museu dos Horrores" é o segundo livro da coleção de R. F. Lucchetti. Nele, nos deparamos com uma história que apresenta uma estrutura diferente da presente no primeiro livro, embora uma comparação entre eles não seja muito válida, já que um não é continuação do outro. Este é o tipo de livro no qual podemos duvidar facilmente da própria sombra dos personagens e nos deparamos com os clássicos monstros do cinema disputando um único espaço. 

O corpo do livro é formado por vários capítulos curtos e bem escritos, o que faz com que a leitura nunca se torne cansativa. Narrado em terceira pessoa, ele descreve os acontecimentos sob o ponto de vista de vários personagens: os mocinhos e os vilões, basicamente. Assim, ficamos sabendo sobre os dois lados e a forma como cada um está lidando com a situação e o que pretende fazer, quais as ideias para resolver este caso e quais os planos malignos.

A trama de desenrola em um piscar de olhos e quando você vê, já está nas páginas finais e nem percebeu o tempo passar; a leitura é leve e tranquila. O final pode ser considerado como imprevisível, você não faz ideia de como tudo vai terminar. Para cada tipo de monstro, temos um final diferente, uma arma diferente que os destrói. Mas e quando temos todos eles juntos? Só lendo mesmo para descobrir. Bom divertimento!

Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.