[Semana do terror] - Caixa de Pássaros - Josh Malerman

Título original : Bird Box
Sub-título : Não abra os olhos
Gênero : Suspense / Terror
Editora : Intrínseca
Número de páginas : 272
Lançamento : 2015
ISBN : 978-85-80576-52-8




Bem, para começarmos a falar de Caixa de Pássaros, olhem que capa linda! Observo sempre os detalhes de encadernação, e esse livro ficou muito bom. Passando a história, eu fiquei completamente eufórico com a ideia do autor ao escrever esse livro. Somos apresentados a personagem principal Malorie, uma jovem adulta, que vive com a irmã Shauna nos EUA. Os pais delas moram em outra cidade, portanto elas já cuidam das próprias vidas. Tudo aparenta estar normal, até que começa uma grande comoção na internet. Pessoas normais do nada, começam a atacar e matar quem está próximo e a si mesmo, num surto psicótico inacreditável. Os incidentes começam na Rússia e rapidamente se espalham pela Europa e Ásia. As irmãs começam a se preocupar quando esses surtos chegam ao Canadá, país vizinho. Nessa altura, a televisão não noticia mais nada além dos desastres. Quando chega aos EUA, é descoberto que as pessoas surtam ao verem algum tipo de criatura que está além de nosso entendimento, e por isso as pessoas viram suicidas. Rapidamente a população passa a viver trancada em suas casas, e as janelas são cobertas com todo tipo de pano escuro. As ruas ficam desertas e as pessoas saem apenas vendadas. 


Sim, o mundo atrás da venda é de um tom cinza doente. Sim, ela está preocupada com a possibilidade de desmaiar. Mas uma realidade muito pior atravessa a miríade de problemas e medos.






O livro é narrado em terceira pessoa, e seus capítulos são intercalados. Alguns nos conta como tudo se desenrolou no início dos surtos; e outros são de cinco anos no futuro. No princípio dos surtos, Malorie ainda descobre estar grávida! Obrigada a abandonar sua irmã, ela vê um anúncio de jornal de um morador que promete acolher quem precisa, e ele mora a alguns quilômetros de sua casa. Ela parte para lá, na viagem de carro mais desesperada de sua vida. Chegando na casa de George, o anfitrião, ela é recepcionada por outras pessoas e descobre que George não sobreviveu. Ela passa a viver então com outras 5 pessoas estranhas. Cada um com uma personalidade bem distinta, eles se revezam em tarefas diárias como podem, e cada saída da casa é uma tarefa árdua. Não vou contar o cenário dos capítulos que se passam 5 anos depois por motivos óbvios de spoilers! O terror está sempre rodando, o medo toma conta dos moradores da casa, esse é mais livro com essa pegada de terror psicológico, e você sente o medo deles a flor da pele. 


"Como pode esperar que seus filhos sonhem em chegar às estrelas se não podem erguer a cabeça e olhar para elas?"
Já se imaginou nesse novo mundo, viver trancado, e sem poder nunca mais olhar a rua, o mundo fora de sua casa? Pois basta uma olhadela, e você com certeza enlouquecerá e se matará. O autor criou um cenário espetacular, não existe nada parecido por aí. Os capítulos são curtos, e a leitura flui sem problemas, há alguns momentos monótonos, mas é coerente com a história. Malorie é uma personagem muito interessante, que se autoafirma com o desenrolar da história. Tom foi outro personagem que gostei bastante, um cara otimista, sempre pensando no bem comum, disposto a achar um jeito de saírem da casa para algum lugar que ofereça uma perspectiva de vida melhor. Temos o antipático Don, que serve de equilíbrio para os temperamentos dos moradores da casa. Mais para o final do livro chega Gary, um personagem que será decisivo. Como já citei que Malorie está grávida, depois que nasce o bebê, ela o cria para que sua audição seja seu sentido orientador. A criança nunca viu o mundo exterior a casa, e é impressionante como sua audição fica superdesenvolvida. Esse foi outro ponto forte do livro. Para finalizar, eu fiquei muito empolgado com a sinopse e com o cenário do livro, mas o final tende a divergir as opiniões dos leitores. Para mim foi como se o autor tivesse uma Ferrari para andar em uma reta sem fim, mas que dirigiu a apenas 50 km/hr. Se você quer ler um livro com uma ideia inovadora, com certeza Caixa de Pássaros é uma boa opção, e fica ao seu critério decidir se o final foi ou não satisfatório. Boa leitura! 

Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.