Entrevista com JackMichel autora de "Arco-Jesus-Íris"

JackMichel é o nome artístico de duas escritoras: Jaqueline e Micheline Ramos. São irmãs e nasceram respectivamente em 20 de fevereiro e em 30 de novembro, na cidade de Belém, Estado do Pará (Brasil). Sua obra é ampla e pode ser descrita entre romances, contos e poesias. O estilo de escrita de JackMichel foi influenciado por autores mundiais clássicos de diversos gêneros literários como Oscar Wilde, Hans Christian Andersen, Lewis Carrol, Edgar Allan Poe, Eça de Queirós, Machado de Assis, dentre outros. JackMichel professa o lema “ESCREVER É VIVER”.




JackMichel publicou seu primeiro livro “Arco-Jesus-Íris” em outubro de 2015, pela Chiado Editora. Para o segundo semestre de 2016, já fechou contrato com a Drago Editorial para o lançamento de mais quatro obras suas: “LSD Lua”, “1 Anjo MacDermot”, “Sorvete de Pizza Mentolado x Torpedo Tomate” e “Ovo”. O tema do conteúdo que escreve é variado visto que possui livros escritos nos gêneros ficção, poesia, romance e conto de fadas. JackMichel é sócia da A.C.I.M.A (Associazione Culturale Internazionale Mandala) e da LITERARTE (Associação Internacional de Escritores e Artistas).

Eventos:


JackMichel participará do Salão Internacional do Livro de Turim, que acontecerá de 12 à 16 de Maio 2016. 

As autoras nos deram uma entrevista exclusiva para o Leitura Virtual, contando detalhes sobre sua carreira e sua obra "Arco-Jesus-Iris", vamos conferir?

LV: Quando e como você começou a escrever?

Bem... lembro-me de rascunhar meus primeiros textos quando contava mais ou menos uns 12 anos de idade, onde eu lia demasiadamente poetas das escolas literárias do século XIX. Jack, minha irmã e parceira literária, já adentrara antes de mim neste enorme universo das letras. Mais tarde, haja vista ambas terem arquivado muito calhamaço, resolvemos juntar tal material escrito. Então, tivemos uma ideia para movimentar este meio tão convencional e estático da literatura: dar vida a uma terceira pessoa, a autora JackMichel que é a somatória de dois estilos de escrita: um, mágico e outro, racional.

LV: Qual é a história do seu livro "Arco-Jesus-Íris"?

Esta narrativa fascinante se passa na colorida época do Flower Power, ou por outra, no auge do movimento hippie na década de 60. Então, Satanás decide visitar o arco-íris psicodélico de Jesus Cristo e, lá chegando, o jovem Jesus vestindo calça boca-de-sino e jaqueta jeans, conta a ele que o bem venceu o mal. Satã, colérico, não crê. Para dissuadi-lo, o Filho de Deus o leva a conhecer os 7 círculos de seu arco-íris, que são 7 círculos de cores diferentes. Nesta imensurável viagem ambos passam pelo Círculo Violeta onde encontram Sharon Tate e Charles Manson, bem como as demais pessoas envolvidas no caso Tate... pelo Círculo Anil onde encontram Mao Tsé-Tung e os chineses massacrados durante a Revolução Cultural... pelo Círculo Azul onde encontram Heinrich Himmler e os prisioneiros mortos nos campos de concentração nazistas... pelo Círculo Verde onde encontram a Talidomida e algumas crianças deformadas pela pílula... pelo Círculo Amarelo onde encontram Jim Morrison e as entidades indígenas que o levaram a morte... pelo Círculo Alaranjado onde encontram Oscar Wilde e os responsáveis por sua tragédia particular... pelo Círculo Vermelho onde encontram Thomas Blanton e as vítimas do atentado de uma igreja batista em 15 de setembro de1963. Após constatar que todos se perdoaram uns aos outros e que o mal efetivamente não existe naquele paraíso, Satã vai e conta ao mundo que é tempo de Paz e Amor.

LV: Da onde surgiu a ideia para o livro "Arco-Jesus-Íris"?

A inspiração para a composição desta obra foi a própria década de 60, que revolucionou totalmente o século XX com sua moda, jargão, movimentos e cores. Há um diálogo travado entre Satanás e Jesus em que aquele, discorrendo sobre o mal que há no mundo, cita homicídios cuja hediondez transpõe os tempos: “Aída Curi”, “Dália Negra”, “Máscaras de Chumbo”. Nesse trecho aparecem ainda nomes de sicários como Barbara Graham ‘a Bloody Babs’ e Albert DeSalvo ‘o Estrangulador de Boston’. As mortes atrozes de Sonja McCaskie e de Sylvia Likens, bem como os crimes da Rua do Arvoredo, da Mala, da Fera da Penha também são mencionados como chavão. A parte isso, o livro segue fazendo o panegírico do bem invencível, ao mesmo tempo em que enfoca com propriedade casos notórios que chocaram a opinião pública.

LV: O que você pensa sobre o mercado editorial brasileiro? Tem espaço para novos autores? É difícil publicar uma obra?

Sou de opinião que o mercado editorial no Brasil é hoje tal qual uma vitrine onde se vê toda espécime de literatura: ficção científica... ficção policial... ficção erótica... suspense... poesia... LGBT. O amável leitor, decerto, fica um tanto perdido nela. Mas penso que tal multiplicidade em gêneros literários se dê justamente porque novas editoras abrem suas portas a escritores que necessitam apenas de uma chance para tirar seus textos da gaveta. Apesar disso, é difícil publicar um livro porque existem muitos óbices a superar além de achar editores que se disponham a analisar os originais de autores ainda pouco conhecidos, financiar o alto custo pela publicação dos próprios livros, etc.

LV: Você tem outros livros? Pretende publicar mais algum?

Oh, sim! JackMichel possui muitos livros escritos nos mais variados gêneros ficção, poesia, romance e conto de fadas. Para o segundo semestre de 2016, a autora já fechou contrato com a Drago Editorial para o lançamento de mais quatro obras suas: “LSD Lua”, “1 Anjo MacDermot”, “Sorvete de Pizza Mentolado x Torpedo Tomate” e “Ovo”. E, fora do país, a escritora já tem acenos positivos de várias editoras para a publicação de seus livros no exterior.


LV: Por que "Arco-Jesus-Íris" deve ser lido pelas pessoas?

Sem sombra de dúvidas porque esta edificante obra literária é uma lição de amor e, sua narrativa plena de paz, traz ensinamentos que roboram a máxima: “Amai ao próximo como a si mesmo”. Há mostra do perdão em todos os 7 círculos de cores do arco-íris psicodélico de Jesus, onde as vítimas ofendidas e vilipendiadas no passado se confraternizam com aqueles que ceifaram suas vidas ou derruíram seus sonhos. A leitura de “Arco-Jesus-Íris” é indicada a todas as pessoas do mundo dado o alteroso grau de sua mensagem de fraternidade cuja ensina que o perdão é a condição para um estado de felicidade que pode ser auferido por quem o praticar.

LV: Onde podemos comprar seu livro?

Em Portugal, além do site da Chiado Editora, o livro “Arco-Jesus-Íris” também pode ser adquirido em papel (sob encomenda) nos seguintes locais: Fnac, Sonae, ECI, Bertrand, Almedina, Auchan, Bulhosa, entre outros. Em e-book ele está disponível na Apple iBookstore, Barnes & Noble, Sony, Kobo, Diesel ebook Store e Baker & Taylor. No Brasil ele está à venda na Livraria Cultura (http://www.livrariacultura.com.br/p/arco-jesus-iris-46098023). O book trailer desta obra está no Youtube para todo o mundo ver.


Slogan:
“JackMichel, a escritora 2 em 1”

2 comentários:

  1. Oi, Carol!
    Nossa, não conhecia as autoras, mas achei bem legal elas escreverem juntas sempre... exige certa habilidade isso hahaha
    Beijosss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente!! Eu fico admirada com quem consegue fazer isso ahahaha

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.