[Resenha] - Na Ilha - Tracey Garvis Graves


Editora: Intrínseca
Lançamento: 2013
Título Original: On the island
Gênero: Romance
Páginas: 288
ISBN: 978-85-8057-402-9

Anna Emerson é uma professora de 30 anos, apaixonada pela profissão e infeliz no relacionamento. Ela tem o sonho de casar e constituir uma família, mas o seu namorado não parece querer o mesmo. Cansada disso e do frio rigoroso de Chicago, ela não pensa duas vezes antes de aceitar uma proposta de trabalho da família Callahan. 

O filho de 16 anos do casal precisou abandonar a escola por causa de um câncer e agora que se recuperou, precisa retomar os estudos. Anna foi contratada para ajudá-lo a estudar durante as férias de verão. Porém, para que o filho não se dispersasse dos estudos com os amigos e as festas, a família de T.J. decide que eles vão passar as férias de verão nas Ilhas Maldivas, para que T.J. absorva o máximo do que perdeu no período de tratamento.

Os pais e irmãos de T.J. partem antes e quando Anna termina o ano letivo, ela e T.J. pegam o avião para encontrarem-se com o resto da família Callahan. Porém, o imprevisto acontece e quando eles estão sobrevoando o oceano em um pequeno avião fretado, sofrem um acidente e Anna e T.J. acabam sendo os únicos sobreviventes, presos em uma das mais de mil ilhas que formam o arquipélago das Maldivas. 

Completamente isolados do mundo, eles não têm outra alternativa a não ser tentar sobreviver da melhor forma que podem e torcer para que sejam encontrados logo. Mas conforme os dias vão passando, mais eles vão perdendo as esperanças de que um dia poderão sair dali. 

"Boiei, atordoado, o coração aos pulos. Rodeado apenas pelas ondas, tentei manter nossas cabeças acima da água e me controlei para não entrar em pânico. Será que eles vão saber que caímos? Será que estavam nos monitorando pelo radar? Talvez não, porque ninguém apareceu."

"Na Ilha" já me encantou desde o primeiro momento. Pela capa, pela sinopse, mas, sobretudo, pela originalidade do tema nele abordado. Eu, pelo menos, nunca tinha encontrado um livro em que personagens ficassem presos em uma ilha deserta. Até então isso para mim era coisa de filme. E foi exatamente por isso que eu resolvi comprá-lo, para poder experimentar a sensação desse tipo de estória pelas páginas de um livro.

Com uma narrativa em primeira pessoa alternada entre os dois sobreviventes, a autora nos transporta para o ambiente do livro. A facilidade de imaginar e sentir tudo o que se passa naquele pedacinho de terra perdido é muito cativante e, apesar de o livro ter uma narrativa um pouco repetitiva e monótona justamente pela situação em que os personagens se encontram, ao mesmo tempo ela é bem fluída e gostosa, dá para ler muito rápido.

Os personagens também são muito bem construídos e adoráveis. A Anna é muito prestativa e inteligente, e o jeito dela de ser e de agir demonstra o quanto tenta se manter firme enfrentando a situação pela qual estão passando. T.J. já é bem mais jovem e também é possível perceber com clareza os traços e comportamentos de um típico adolescente que está tendo que crescer em condições inusitadas e passar por situações que o fazem amadurecer mais rápido que o comum. Mas, mais do que qualquer característica de cada um, o que chama mais a atenção é a forma como eles se relacionam na ilha. Deixaram de se ver como aluno e professora e passaram a se ver como iguais, duas pessoas perdidas buscando apoio uma no outra para sobreviver e tentar voltar para casa. 

É lógico que de tudo isso ia surgir um romance, não é? E isso não é spoiler, está na sinopse mesmo. Anna sempre foi professora e estava acostumada a permanecer neutra em relação aos seus alunos, diferente de T.J. que desde o começo do livro apresentava algum interesse nela. Mas quando ele começa a deixar de lado aquela aparência de adolescente, é que um romance proibido começa a tomar forma, um romance que não seria bem visto por muitos olhos caso eles estivessem fora daquela ilha. 

Apesar de ser um romance, "Na Ilha" possui também alguns trechos de maior tensão e nervosismo. O rumo das coisas é algo que você não pode tomar como certo neste livro, pois você pode se surpreender! Um ponto interessante também e que eu adoro em qualquer livro, é quando o autor se aproveita de algum acontecimento real para dar rumo à estória, e por ser algo inusitado, nunca que você esperava que aquilo fosse acontecer! Não menciono mais nada a respeito, pois seria um crime, visto que é um dos maiores spoilers presentes no livro, mas como eu mencionei anteriormente, foi algo inesperado e que me pegou completamente desprevenida. 

A autora soube criar uma história fantástica e com muita mestria, cheia de reviravoltas e cenários maravilhosos que conquistam qualquer aficionado por um bom romance! Com seu primeiro livro, Tracey Garvis Graves já me conquistou e espero que venham muitos e muitos outros pela frente!

7 comentários:

  1. Oi, Marina!
    Menina, deixa eu te contar que já vi esse livros milhões de vezes aqui nas Americanas, implorando pra ser comprado, até mesmo porque estava por míseros 10 reais.
    Mas, acabei resistindo e nem indo atrás de mais opinioes sobre ele.
    Porém, agora vendo o quanto gostasse, certeza que a próxima vez que eu o ver, vou comprar hahaha
    Beijoss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kathleen!!!
      Eu amo este livro demais. Acredito que, por termos gostos parecidos, você também pode gostar! Se o encontrar de novo, aproveite!
      Adoro cenários paradisíacos e adoro romance, então a receita foi perfeita hahaha
      Beijos!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Oi Thalita!!
      Legal, adoro TAGs, vou ver *-*
      Beijos

      Excluir
  3. Eu já havia lido uma resenha deste livro, e desde então venho querendo compra-lo. Considero esse livro uma mistura de muitas coisas, e isso me interessa bastante, gostaria de ver o desfecho que o romance destes dois personagens tão distintos terão.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vinícius!
      Exatamente! O livro tem romance, mas este não é o único foco, a autora colocou muitos outros sentimentos pelas páginas e o livro ficou bem mais interessante dessa forma do que se o romance ficasse meloso demais.
      Quando tiver a oportunidade, leia sim!
      Depois volte para nos contar o que achou dele! =)
      Bjs

      Excluir
  4. Estou com o livro aqui em casa e ainda não o tinha lido porque tinha outros na frente que queria ler, mas depois de ler a sua opinião sobre ele, fiquei entusiasmada, parece super interessante, por isso acho que vou começar a ler esse primeiro. Amo o blog, sou viciada em ler, e este blog é o paraíso.

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.