[Resenha] - Querubins: A rebelião da Luz - Martha Ricas


Editora: PenDragon
Lançamento: 2017
Literatura Nacional
Páginas: 205
ISBN: 978-85-9594-012-3

"Rebeliões são perigosas, letais e incontroláveis. Elas revelam a verdadeira natureza daqueles que participam e dos que se opõem ao levante. Porém, uma vez iniciado, um conflito sempre divide lados e implica em escolhas.

Conheça mais sobre a guerra que derrubou os anjos do céu e entre na batalha interna travada por uma garota que desistiu da vida." 

"A Rebelião da Luz", terceiro livro da série Querubins, se passa agora no Japão, pelas ruas de uma Tóquio contemporânea. E é neste cenário moderno que conhecemos a jovem Hana (lê-se Haná, que em japonês significa "flor"), uma garota que, pela vida infeliz e difícil que sempre teve, desistiu de tudo. A família de Hana tinha muito dinheiro e condições de lhe oferecer uma vida cheia de oportunidades, mas ela abandonou tudo isso e passou a viver isolada do mundo em um apartamento pequeno e decadente da periferia da cidade. Se escondendo de todos, Hana só quer que sua vida termine logo, pois ela já não vê mais sentido em continuar vivendo. Até o dia em que, após um pequeno acidente, ela conhece seu novo vizinho. Curiosa para saber por quais motivos alguém se preocuparia com ela a ponto de cuidar para que ficasse bem, Hana decide visita-lo em seu apartamento. 

A maçaneta virou e a luz começou a aparecer pela fresta da porta. Ela foi aumentando até tomar a forma de um homem.

A missão de Salatiel ali é mostrar a Hana uma forma de voltar a se amar e encontrar forças para continuar a seguir em frente. Para isto, ele passa a mostrar a ela uma parte importante de sua própria história no céu, para abrir os olhos dela e mostrar que Hana não está sozinha. 


Como não podia deixar de ser, "A Rebelião da Luz" foi muito bem descrito e desenvolvido, com uma história de superação e aprendizado, amor e amizade. A sutileza do livro foi maravilhosa e todo o embasamento para a criação dele acabou por torna-lo um dos livros mais bonitos que eu já tive o prazer de ler. "A rebelião da luz" é um livro cheio de lições para aqueles que o leem com o coração aberto. Nos ensina a não vivermos em razão dos outros e não deixarmos a culpa nos empurrar cada vez mais para baixo, a fim de causar sofrimentos e a perda do nosso caminho.

Para mostrar que sempre podemos recomeçar e mudar o rumo de nossa vida, Salatiel apresenta sua história a Hana, desde o momento em que ele foi criado e designado como guerreiro dos céus ate o conflito final que resultou na queda de diversos anjos do céu. Nos livros anteriores já havíamos conhecido as querubins Chaya e Ashira, mas Salatiel nos mostra um ponto diferente em sua missão, algo que todos os leitores tinham curiosidade por saber - quando eles surgiram? Como se conheceram? E sobretudo, como eles viviam no céu. Salatiel nos mostra esta perspectiva da vida dos querubins e Martha criou um mundo celestial tão encantador que, tal como Hana, acabamos sempre querendo saber um pouco mais. 

Ele tinha uma certa altivez, que provavelmente não era proposital, mas quem o olhasse, mesmo em trajes comuns, não teria dificuldade de imagina-lo como o cavaleiro de armadura dourada que eu vira voando pelo céu junto a querubins ruivas.


A narrativa de Salatiel foi muito encantadora, a forma como ele narra acontecimentos que não se passaram na Terra e o amor em suas palavras por aqueles com quem se preocupava tornaram a narrativa deste livro super cativante e deliciosa, tanto que foi uma obra que li muito rápido. Ainda que um livro curto, não levei mais do que quatro dias para finalizar tudo e saborear cada pedacinho dessa história tão especial. 

Obviamente a história não é somente um mar de rosas. Martha aborda com clareza e maestria temas complicados, como os distúrbios psicológicos que atingem a nossa protagonista e que possuem muito espaço na sociedade. A narrativa aponta a realidade dos que sofrem por estresse, bulimia, anorexia, além de ir mais a fundo quanto ao quesito de se perder por causa das drogas e começar a apresentar pensamentos suicidas, mostrando como quem sofre por isso não esta apenas querendo "se passar de vítima". A vida de Hana passou a girar em torno de todos esses distúrbios, mas foi por causa dessa escuridão que lhe foi oferecida a luz, através deste querubim dourado que conquistou um espacinho do meu coração reservado a esta série, e que com certeza vai mostrar um mundo cheio de luz para todos os leitores. 



Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.