[Resenha] - A menina feita de espinhos - Fabiane Ribeiro


Editora: Universo dos Livros
Lançamento: 2015
Literatura nacional
Páginas: 352
ISBN: 978-85-7930-824-6

Kat nasceu com um distúrbio epidérmico extremamente raro. Por toda a sua pele, possui elevações finas que se assemelham a espinhos, cujo líquido expelido só não é altamente prejudicial a ela - mas qualquer um que encoste neste "veneno" pode morrer em questão de minutos. Por isso, Kat sempre foi mantida isolada do mundo, convivendo unicamente com seu amado pai que, apesar de também não poder tocar nela, a ama muito e faz de tudo para protege-la. Não querendo privar a filha de muitas coisas, os dois vão morar no chalé da família, lugar preferido da mãe de Kat antes dela morrer no parto por causa dos espinhos da filha. 

Neste lugar afastado da correria da cidade, Kat tem uma vida mais tranquila. Ela pode sair para caminhar entre as árvores, tranquila, sem se preocupar em encontrar outras pessoas que eventualmente a tratariam mal por causa de sua condição física. 

Quando Kat conhece Mica na floresta, ela instintivamente o pede para ficar longe e não tocar nela, mas Mica a surpreende aceitando sua condição e querendo ser seu amigo, coisa que Kat nunca teve na vida. Conforme ela vai agora passando os dias na companhia de Mica, a menina vai descobrindo um mundo novo que ela nunca havia presenciado, e tudo isso acaba lhe dando forças para enfrentar sua vida e desejar mudanças. Mas em um mundo reina o preconceito e maldade em relação aos que são diferentes, conseguirá Kat se adaptar? 


Até o dia em que certos olhos me encontraram e viram algo belo em mim. Algo que eu nunca vi e nunca veria. Segundo suas próprias palavras, eu era bonita porque havia brilho no meu olhar. Não um brilho qualquer, mas aquele que só tem quem conhece a vida em suas facetas mais tristes, e ainda assim não desiste de caminhar sob o sol. 




Escrito em terceira pessoa, "A menina feita de espinhos" é uma narrativa que aborda, sobretudo, amores e preconceitos. Kat nunca teve um bom relacionamento com ninguém por causa de seu distúrbio epidérmico e, para protege-la da crueldade do mundo, seu pai a manteve em casa, onde ensinava tudo o que ela precisava saber. E assim, a nossa protagonista vive seus dias, escondida dos olhares maldosos das pessoas. A primeira sensação que tive ao conhecer a jovem Kat, tão jovem e tão pura em relação aos sentimentos das pessoas, lutando contra a imagem que todos tinham dela, foi a de que este seria um livro grandioso. E posso assim dizer que ele cumpriu seu objetivo para comigo.

A narrativa de Fabiane Ribeiro é pura poesia. A forma como ela capta e expressa sentimentos em seu texto, sejam eles tristes ou felizes, é única e lindamente mágica. Na maior simplicidade de suas palavras, a autora consegue colocar o mundo, e isso acaba sendo o que eu mais gosto em suas histórias. Em "A menina feita de espinhos", conseguimos nos colocar na pele de Kat e vivenciar os horrores e belezas da vida pelos olhos dela, de forma muito sincera. As alegrias, as tristezas, as primeiras decepções, a primeira amizade verdadeira e o primeiro amor. 


Eu podia ter um sorriso meio quebrado, marcado por todas as experiências ruins que tive e por cada queda que levei, mas ao menos eles eram sorrisos sinceros e existiam porque eu sentia que era amada.

Este é o livro que nos oferece muitas mensagens, lições importantes de vida. Nos faz enxergar o mundo a partir de um ponto de vista alternativo e avaliar nossa posição e nossas atitudes perante os que são diferentes de nós. E ainda que sem esperanças e desacreditada em si mesma e no mundo, Kat conhece a cada página, uma forma nova e diferente de amor que vai transformar sua vida e ensinar a ela que o mais importante é o que guardamos em nosso interior. Que em nossa caminhava, teremos que enfrentar muitas dificuldades, mas que sempre haverão pessoas dispostas a caminhas conosco por um longo caminho. 

Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.