[Resenha] - Origem - Dan Brown

Título original: Origins
Editora : Arqueiro
Gênero : Ficção / Policial / Suspense 
Lançamento : 03/10/2017
Número de Páginas : 432
ISBN : 9788580417661


"De onde viemos? Para onde vamos?" Dan Brown promete responder essas duas perguntas que estão no centro do âmago humano. E para responder tais questionamentos ele usa seu melhor personagem : o famoso professor de Simbologia Robert Langdon. Esse é o quinto livro que conta com Langdon como protagonista. Como já é característico o professor recebe um convite, e dessa vez ele irá a Espanha. Seu ex - aluno e futurólogo Edmond Kirsch fará uma apresentação que ele promete que irá mudar o mundo por completo. Afinal ele irá responder as duas perguntas que mais intrigam a humanidade. Robert vai a Bilbao, uma cidade espanhola da região basca do país. No museu de arte moderna mais famoso do mundo, o Guggenheim ele se depara com as obras mais excêntricas que ele já viu. Edmond se tornou famoso no mundo por seu brilhantismo e seu ateísmo, e por isso Langdon não fica surpreso com o tanto de pessoas famosas presentes no evento. Uma das mulheres que mais chamam a atenção é outra personagem importante : Ambra Vidal. Diretora do museu, detentora de uma inteligência ímpar no que dizer respeito a arte moderna, e dona de uma beleza estonteante. Ela ajudou Edmond a preparar toda a apresentação da noite, mas ele guardou seu vídeo com a revelação mais estarrecedora da história humana em segredo.

“Hoje em dia Edmond Kirsch era um pensador independente, de fama mundial: cientista de computadores, futurólogo, inventor e empreendedor bilionário. [...] E as previsões acuradas sobre futuros progressos científicos haviam criado uma aura mística ao seu redor.”


Tudo está preparado para a grande revelação. Os convidados foram recebidos com uma introdução no estilo Kirsch, surpreendente e brilhante. Mas tudo foge do controle, e Langdon se vê mais uma vez como o único capaz de revelar ao mundo a descoberta de seu amigo. Claro que não poderia faltar a companhia feminina, e assim, Langdon e Ambra Vidal percorrerão Bilbao e Barcelona, buscando as pistas que Edmond deixou em lugares com obras famosas. A Casa Milá e a Basílica da Sagrada Família por exemplos, obras do ícone arquitêtonico Gaudí. Além de terem que buscar respostas em textos sagrados, eles contarão com a ajuda de uma invenção extraordinária de Edmond, que é capaz de fazer coisas inimagináveis. Claro que existem pessoas que querem destruir a descoberta de Kirsch, e o perigo acompanha a dupla.



“── No passado, os gregos precisavam olhar séculos atrás para estudar a cultura antiga, mas nós só precisamos voltar no tempo uma única geração para nos darmos conta de que as pessoas viviam sem as tecnologias que hoje consideramos comuns. A linha do tempo do desenvolvimento humano está se comprimindo, o espaço que separa o “antigo” do “moderno” vai se encolhendo até desaparecer. E por esse motivo eu lhes dou minha palavra de que os próximos anos de desenvolvimento humano serão chocantes, perturbadores e totalmente inimagináveis!”  

Como um dos meus autores favoritos, ler algum livro do Dan Brown para mim é um prazer inenarrável. Mesmo que ele use de fórmulas muito conhecidas por seus leitores, é inegável como alguma característica de sua escrita sempre prende o leitor. Um dos aspectos que mais gosto é o fato dele trazer informações reais em seus romances. Assim que terminamos de ler um livro seu, teremos com certeza aprendido algo novo. Vi muitas críticas pesadas a esse livro, e não concordo com o nível das mesmas. Confesso que descobri sim o personagem misterioso responsável pela caçada aos protagonistas, contudo, o autor continua mestre em ligar os fatos históricos, obras de arte e citações famosas a fuga alucinada dos personagens em buscas de respostas. Ciência, religião e tecnologia se fundem como uma tríade sem precedentes. Gostei bastante também dos capítulos em que a mídia divulgava as notícias, principalmente pela ênfase nos noticiários ao vivo pela internet, afinal, hoje é a forma mais rápida de divulgar qualquer coisa. E você deve estar se perguntando : "e a grande descoberta? De onde viemos? Para onde vamos?" Bem, com certeza não é algo que nenhum de nós que não estudamos isso esperamos. Não pense que é algo fantasioso. O autor usa de ficção para provar uma das teorias mais aceitas nos últimos anos pela ciência. E não estou falando do Big Bang não! Hehehehehe... Na minha opinião algo cientificamente extraordinário, mas que não chega a aniquilar a fé religiosa como pensa Edmond Kirsch. Já leram? Quais os pontos forte e fracos na sua opinião? E você que não leu, recomendo; traz ao mínimo uma bela reflexão! Principalmente se você é fã do autor como eu!

"Que nossas filosofias sigam no mesmo passo das nossas tecnologias. Que nossa compaixão siga no mesmo passo dos nossos poderes. E que o amor, e não o medo, seja o motor da mudança."



O Museu Guggenheim, a Casa Milá e a Basílica da Sagrada Família respectivamente 

Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.