[Crítica] - Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips

Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips é o último filme animado do universo compartilhado das animações da editora DC Comics que adaptou diversos quadrinhos dos Novos 52 (reboot feito em 2011). Esse universo possui 16 animações lançadas em Blu-Ray com histórias separadas, mas que vão se conectando ao decorrer do tempo de forma muito parecida com os filmes do MCU (Marvel Cinematic Universe). 

Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips trocou toda a ...

Se você ainda não viu essas animações, recomendo que veja em ordem cronológica, pois esse é o último filme animado desse universo compartilhado. Confira a ordem correta abaixo:
  1. Lida da Justiça: Ponto de Ignição (2013)
  2. Liga da Justiça: Guerra (2014)
  3. O Filho do Batman (2014)
  4. Liga da Justiça: O Trono de Atlântida (2015)
  5. Batman vs Robin (2015)
  6. Batman: Sangue Ruim (2016)
  7. Liga da Justiça vs Jovens Titãs (2017)
  8. Liga da Justiça Sombria (2017)
  9. Jovens Titãs: O Contrato de Judas (2017)
  10. Esquadrão Suicida: Acerto de Contas (2018)
  11. A Morte do Superman (2018)
  12. Constantine: Cidade dos Demônios (2018)
  13. Reinado dos Supermen (2019)
  14. Batman: Silêncio (2019)
  15. Mulher Maravilha: Linhagem de Sangue (2019)
  16. Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips (2020)

O filme começa com o Superman reunindo todos os membros da Liga da Justiça planejando uma invasão à Apokolips, o planeta governado por ninguém menos que Darkside, pois o mesmo já havia tentado invadir a Terra duas vezes e a primeira tentativa acabou resultando na primeira formação da Liga da Justiça. Após quase ser morto por uma das criações de Darkside, Superman acha que o melhor a se fazer é não esperar que ele ataque novamente, por isso ele decide invadir Apokolips e acabar com todo o reinado do vilão antes que ele tome alguma atitude. Porém, as coisas não acontecem como previsto, pois de alguma maneira, Darkside já sabia sobre essa invasão, logo ele se prepara para receber os membros da Liga com seu exército. Infelizmente, os heróis perdem assim que chegam a Apokolips e Darkside toma o planeta Terra para si. Dois anos se passam, até que os heróis restantes decidem se aliar novamente para tentar recuperar seu planeta e acabar com o reinado de Darkside.

Se você gostou de acompanhar os filmes do MCU, muito provavelmente você gostará do formato dessas animações, pois a sua grande maioria adapta muito bem o que vemos nas Histórias em Quadrinhos. Esse filme tinha a proposta de concluir esta saga assim como "Vingadores: Ultimato" serviu para encerrar o legado dos principais Vingadores. Felizmente, a animação consegue transmitir isso muito bem, pois ela te faz sentir que estamos chegando a uma conclusão para esses personagens, isso até me deixou um pouco chateado, pois eu realmente acho que esse formato funciona, ainda mais quando percebemos que os produtores possuem, em sua maioria, um cuidado especial para lidar com esses heróis. Inclusive, eu não entendo como que eles fazem animações com roteiros, personagens e diálogos tão bons, mas acabam dividindo a opinião dos fãs quando fazem uma adaptação para os cinemas. Espero que isso mude com replanejamento do Universo Cinematográfico da DC daqui pra frente.


Ao decorrer desses anos, contamos com a aparição de diversos personagens e muitos deles são obscuros para a maior parte do público por não terem grande destaque nas adaptações. Obviamente não é possível dar uma grande profundidade em todos eles, mas vale a pena destacar alguns que me surpreenderam muito. John Constantine foi, de longe, um dos personagens que eu mais gostei dessas animações. Eu não sabia muito sobre este "herói", mas após assistir Liga da Justiça Sombria (2017), eu fiquei extremamente interessado no personagem, então resolvi pesquisar algumas HQs em que ele aparece. Damian Wayne é o jovem que veste o manto de Robin atualmente nos quadrinhos e, sem dúvida, é o que mais divide opiniões entre os fãs. Não é para menos, pois desde o começo ele mostrava ser extremamente arrogante e era fácil detestá-lo. Felizmente, aos 45 minutos do segundo tempo, eu acabei perdendo essa bronca que eu tinha do personagem, isso aconteceu porque ele mostrou um certo amadurecimento depois de todo esse tempo e, nessa animação, ele se tornou um personagem muito mais interessante, mas não vou exagerar, pois ele ainda está longe de ser meu "sidekick" favorito.

Apesar de Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips ser a última animação desta saga que adaptou os Novos 52, eu acho muito difícil a DC simplesmente parar de fazer esses filmes animados, pois uma grande parte dos fãs adora esse tipo de mídia (inclusive eu), então eu não duvidaria nem um pouco da DC resolver adaptar o reboot chamado Renascimento que ocorreu em 2016. A DC já programou o lançamento de novas animações que virão em breve e a primeira delas virá no início do segundo semestre deste ano, chamada Superman: Homem do Amanhã, que contará as primeiras aventuras de Clark Kent como o Superman enquanto trabalha como estagiário no Planeta Diário. Portanto, eu gostei muito de Guerra de Apokolips, é uma animação com um tom mais sério e sombrio e acho que este filme apresentou um ótimo desfecho para a saga, fornecendo várias possibilidades para futuros filmes animados da editora.

Confira o trailer da animação Liga da Justiça: Guerra de Apokolips


Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.