As 5 cenas que faltaram no filme de Harry Potter

É lógico que se pudêssemos escolher, ficaríamos 15 horas na frente de tela do cinema assistindo cada livro ser transformado em filme. Mas como isso não foi possível, os roteiristas adaptaram como eles acharam melhor. O que não quer dizer que nós concordamos com isso não é mesmo? 
Muitas cenas que os fãs quiseram ficaram de fora, e mesmo que eu quisesse, sei que jamais conseguiria agradas todos.. Por isso, quando eu decidir escrever esse post, eu resolvi que quem iria decidir seria os fãs dispostos a votar na enquete!!!
Na minha página O desafio dos 50 dias - HP, alguns fãs deram um minuto de seu tempo para dizer a cena que mais sentiu falta e a partir disso eu fiz uma enquete! E mais uma vez eu pedi para que as pessoas votassem. E assim foi feito.

Eis as cenas:


5º lugar: A despedida de Harry e Duda.


"Ele já havia chegado à porta da sala de estar quando Duda murmurou. 
— Eu não entendo...
— O que você não entende, querido? — perguntou Tia Petúnia.
Duda apontou para Harry sua mão grande e parecida com um presunto
— Por que ele não está vindo com a gente?
Tio Válter e Tia Petúnia pararam onde estavam, fitando Duda como se ele tivesse dito que queria se tornar uma bailarina.
— O quê? — Tio Válter disse alto.
— Por que ele não está vindo também? — perguntou Duda.
—Bom, ele... Ele não quer! — disse Tio Válter, virando parar olhar Harry e adicionando, — Você não quer, quer?
— Nem um pouco. — disse Harry.
— Viu? — Tio Valter disse a Duda, — Agora venha, estamos indo!
Ele atravessou a sala. Eles ouviram a porta da frente abrir, mas Duda não se moveu após alguns pequenos passos. Petúnia parou também.
— O que foi agora? — rosnou tio Válter, reaparecendo na porta.
Parecia que Duda estava lutando com concepções muito difíceis para colocar em palavras. Após vários momentos de uma luta interna aparentemente dolorosa, ele disse.
— Mas pra onde ele está indo?
Tia Petúnia e Tio Válter olharam um pro outro. Estava claro que Duda os estava assustando. Héstia Jones quebrou o silêncio.
— Mas... Você com certeza sabe pra onde seu sobrinho está indo? – ela perguntou, parecendo confusa.
— Claro que sabemos. — disse Válter. — Ele está saindo com gente da sua laia, não está? Certo, Duda, vamos indo pro carro, você ouviu o homem, estamos com pressa.
Outra vez, Válter Dursley marchou o mais longe que pôde da porta da frente, mas Duda não o seguiu.
— Saindo com gente da nossa laia? — Héstia parecia ofendida. Harry já vira essa atitude antes. Bruxos e bruxas pareciam chocados com o fato de que os parentes mais próximos dele tinham pouco interesse no famoso Harry Potter.
— Está tudo bem, — Harry disse a ela — Não importa, mesmo!
— Não importa? — repetiu Héstia, sua voz aumentando gradativamente. — Essas pessoas não têm idéia do que você passou? Do perigo que você corre? A posição única em que você se encontra nos corações do movimento Anti-Voldemort?
— Er... Não. — disse Harry. — Eles acham que eu sou uma perda de espaço, mas eu estou acostumado...
— Eu não acho que você seja uma perda de espaço!
Se Harry não tivesse visto os lábios de Duda mexerem, ele não teria acreditado. Ele fitou Duda por bastante tempo antes de aceitar que fora seu primo que havia dito aquilo. Duda estava vermelho. Harry estava embaraçado e chocado.
— Bem... Er... Obrigado, Duda!
Outra vez Duda pareceu lutar contra seus pensamentos fortemente antes de dizer:
— Você salvou minha vida!
— Na verdade não. — disse Harry. — Era a sua alma que o dementador iria pegar...
Ele olhou curiosamente para seu primo. Eles não tiveram basicamente nenhum contato no último verão, ou depois, pois Harry voltou para a Rua dos Alfeneiros recentemente e ficou praticamente o tempo todo em seu quarto. Agora pareceu a Harry, em contrapartida, de que o copo de chá gelado em que ele encontrara não tinha sido uma brincadeira afinal... Apesar de meio tocado, ele estava aliviado de que Duda parecia ter acabado com sua habilidade de expressar seus sentimentos. Após abrir a boca uma ou duas vezes mais, Duda se rendeu a um silêncio escarlate."


Para todos os leitores que acompanharam todos os livros da saga, essa foi uma das cenas mais inesperadas e emocionantes do início do livro. Uma vez que nunca antes Duda havia demonstrado qualquer gratidão por Harry ter lhe salvada a alma, todos nós esperamos ver essa cena nas telonas. Em meio a toda emoção que já havia em torno do penúltimo filme, com certeza essa passagem fez falta. Em contrapartida no filme tivemos um aperto de mão sem graça e sem nenhum sentimento por trás do gesto. Uma grande decepção, com certeza.

4º lugar: A morte de Fred. 


"Mas ela parou enquanto gritos e batidas e o inconfundível barulho de batalha enchia o corredor. Harry olhou ao redor e seu coração pareceu falhar: Comensais da Morte tinham entrado em Hogwarts. Fred e Percy tinham aparecido de costas, os dois duelando os homens mascarados e encapuzados.

Harry, Rony e Hermione correram pra ajudar: jatos de luz voavam em todas as direções e o homem duelando com Percy se afastou rápido: Então seu capuz escapuliu e eles viram uma testa alta e cabelo com mechas brancas.
— Olá Ministro! — gritou Percy mandando um hábil feitiço até Ticknesse que deixou cair sua varinha e se engalfinhou nas suas roupas aparentemente em horrível desconforto. — Eu mencionei que estou pedindo demissão?
— Você está brincando Percy!! — gritou Fred enquanto o Comensal da Morte com quem ele estava lutando caiu com o peso de três estuporações. Ticknesse havia caído no chão com pequenas erupções por todo o corpo; ele parecia estar se transformando em algum tipo de ouriço do mar. Fred olhou para Percy divertindo-se.
— Você realmente está fazendo piadas, Percy! Acho que não ouço você brincando desde que você era... — O ar explodiu. Eles tinham se agrupado juntos, Harry, Rony, Hermione, Fred e Percy, os dois Comensais da Morte aos seus pés, um estuporado, outro transfigurado, e naquele pequeno momento, quando o perigo parecia temporariamente suspenso, o mundo tinha se partido. Harry sentiu-se voando pelo ar, e tudo o que ele pôde fazer era agarrar o mais forte possível naquela vara de madeira que era sua única arma e resguardar sua cabeça com seus braços.
Ele ouviu os gritos e os berros dos seus companheiros sem esperança de saber o que estava acontecendo com eles – e então o mundo se dissolveu em dor e escuridão: Ele estava com metade do corpo soterrado nos destroços de um corredor que tinha sido alvo de um terrível ataque.
O ar frio disse a ele que um lado do castelo tinha sido explodido, e a viscosidade quente em sua bochecha lhe dizia que ele estava sangrando muito.
Então ele ouviu um terrível lamento que revirou suas entranhas, que expressou uma agonia de um tipo que nenhuma chama ou maldição poderia causar, e ele levantou-se, cambaleando, mais aterrorizado do que tinha estado naquele dia, mais aterrorizado, talvez, do que jamais havia estado em toda sua vida...
Hermione se esforçava para tirar os pés dos destroços, e três ruivos estavam agrupados no chão aonde a parede tinha explodido. Harry agarrou a mão de Hermione enquanto eles cambaleavam e tropeçavam sobre pedra e madeira.
— Não! Não! Não! — Alguém estava gritando. — Não! Fred! Não! — E Percy chacoalhava seu irmão, enquanto Rony se ajoelhava ao lado dele, e os olhos de Fred olhavam sem ver, e o fantasma de seu último sorriso ainda estava gravado em seu rosto."


Essa narração fala por si só. Uma falta de respeito na minha opinião ocultarem uma parte tão importante. Sim, Fred também morreu no filme, mas não foi mostrado como, quem não leu simplesmente sem sabia qual dos gêmeos estava esticado naquele chão. Foi uma cena memorável que não poderia ter ficado de fora e fiel ao que foi escrito pela autora. 
Para quem leu, arrisco falar que pelo menos os olhos ficaram marejados, a forma como foi narrado faz com que o leitor sinta o pânico que Harry sentiu no momento que se dá conta da morte de Fred, não poderiam ter feito dessa cena algo tão sem importância, dentre todas as emoções que faltaram em Harry Potter e as Relíquias da Morte parte 2, essa, sem dúvidas é uma delas.

3º lugar: Batalha em Hogwarts na noite que Dumbledore morreu.

Ao liberar a entrada dos Comensais da Morte pelo armário sumidouro, Draco não somente colocou a vida de Dumbledore em risco, como a de todos os alunos também. Harry, que estava desconfiado das intensões de Draco, deixou Hermione e Rony avisados de que algo estaria para acontecer no castelo. Ele deixou a poção Felix Felicis para que Rony, Hermione e Gina dividissem. A essa altura, já estava claro no livro que Harry e Gina estavam completamente apaixonados, e ele faria tudo para defende-la. 
Enquanto Dumbledore estava na torre de astronomia tentando convencer Draco a desistir do lado das trevas, acontecia uma batalha no castelo, havia mais um monte de Comensais e de membros da ordem da fênix duelando e correndo risco no salão principal.
Durante essa batalha Ferir Lobo Greyback morde Gui Weasley, mas como não estava em noite de lua cheia, os efeitos são memores. Além disso, morre um comensal e alguns alunos e professores ficam feridos. E mais importante: Dumbledore morre.
No filme todo o resto da batalha é cortada e apenas temos o encontro na torre de astronomia, o que com certeza nos deixa muito frustados. Partes importantes da história de Neville, Luna e Gina são deixadas de lado, como por exemplo a importância que a Armada Dumbledore tem na vida deles, porque apenas eles responderam ao chamado de Hermione através da moeda falsa (outra parte que somente quem leu saberá).

2º lugar: Harry, Rony, Hermione e Gina encontram os pais de Neville no Instituto Mungus.





É em Harry Potter e a Ordem da Fênix que Harry descobre que o segredo da profecia poderia se tratar também de Neville, e que indiretamente Voldemort escolher Harry para derrota-lo. É nessa parte que precisamos entender como os pais de Neville foram fundamentais para a Ordem da Fênix original. Ao omitir essa parte do filme, foi deixado de lado a importância do personagem Neville Lomgbotton e sua família. Alice e Frank Lomgbotton foram aurores muito importantes na época em que Voldemort estava no poder, prenderam muitos Comensais da Morte e foram muito corajosos porque mesmo sendo torturados por Bellatriz Lestrange, eles nunca entregaram ninguém. É uma parte muito importante da história e que na hora de passar para o filme, acabou sendo deixada de lado banalizando a historia de vida dos Lomgbotton, que na minha opinião foi muito importante para todo o desenrolar dos fatos.

1º lugar: O funeral de Dumbledore e o Lamento da fênix.

"Então várias pessoas gritaram. Chamas brilhantes e brancas surgiram e envolveram o corpo de Dumbledore e a mesa sobre a qual ele estava: cada vez mais altas e altas elas se levantaram obscurecendo a visão do corpo. A branca fumaça espiralada compôs formas estranhas no ar. Harry teve a impressão de que a fumaça formava uma fênix a voar alegre no céu azul, mas o fogo desapareceu em um segundo. Em seu lugar estava uma tumba de mámore branco encerrando o corpo de Dumbledore e a mesa onde ele repousara. 
Depois de mais alguns segundos outro grito de choque houveram devido a chuva de flechas que rasgaram os ares, e caíram distantes da multidão. Harry sabia, o tributo dos centauros: viu-os virar as caudas e desaparecerem atrás das frescas árvores. Da mesma forma os sereianos, que mergulharam nas verdes águas do lago e desapareceram de vista."

Confesso que até o último momento do último livro esperei que Dumbledore aparecesse de algum lugar vivo. Demorei para entender que ele era um bruxo como qualquer outro e que como tal não é imortal. Acredito que mais pessoas pensaram como eu e depois que isso não aconteceu deu uma importância maior ao que aconteceu na torre de astronomia. 
Dumbledore sendo um dos mais importantes personagens que foi escrito para a saga, a sua morte foi tratada no filme como uma coisa a toa, sem importância. Todas as palavras bonitas que foram ditas e todas as homenagens que foram prestadas no funeral foram cortadas, além de Harry decidir continuar o legado de Dumbledore e destruir as Horcrux. 

"Em algum lugar na escuridão lá fora, uma Fênix estava cantando de um jeito que Harry nunca havia ouvido antes: um penetrante lamento de uma terrível beleza. E Harry sentiu, como se já tivesse sentido o som da Fênix antes, que aquela musica estava dentro dele, não fora: Ela estava, em sua tristeza, transformada magicamente em um som que ecoava através das terras e das janelas do castelo. 
Quanto tempo eles todos permaneceriam ali, ouvindo, ele não sabe, nem porquê aquilo pareceu tranqüilizar sua dor, ouvir o som de seu luto, ele sentiu como se muito tempo tivesse passado quando a Prof. McGonagall entrou na ala hospitalar"

"Enquanto se deitava, percebeu, repentinamente, que as terras haviam silenciado. Fawkes tinha parado de cantar.  E ele estava certo, sem saber como sabia daquilo, de que a fênix tinha ido, tinha deixado Hogwarts pra sempre, como Dumbledore também tinha deixado a escola, tinha deixado o mundo... Tinha deixado Harry."

Fawkes aparece no final do filme indo embora de Hogwarts, mas para quem não leu, ou quem não prestou atenção, isso passou despercebido. Acredito que a fênix eterna companheira de Dumbledore poderia ter tido seu momento do filme. Ao que parece, ninguém sofreu mais do que ela com a morte de Alvo.


Resultado oficial:





Então galera, o que acharam das cenas? Quem não sentiu vontade de assistir elas no cinema? Deixe nos comentários as opiniões de vocês.

Texto por Carol Mariotti

16 comentários:

  1. se juntar "O enigma das poções" que obteve 105 votos com a opção do "O enigma das poções no alçapão para recuperar a pedra filosofal" que obteve 146 votos, afinal as 2 opções são a mesma coisa, ele teria o total de 251 votos, perdendo apenas para a opção "O funeral de Dumbledore e o lamento da fênix" que obteve 264 votos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei disso.. Foi um erro meu colocar as duas opções! Só que como todos poderiam votar em mais de uma opção, pode ser que as pessoas tenham votado nas duas. No caso o total de votos estaria errado. Sendo assim, preferi colocar exatamente como estava na contagem. Se a cena tivesse realmente ganhado em numero de votos ela entraria.

      Excluir
  2. Se formos analisar mesmo... O Neville foi TOTALMENTE banalizado nos filmes, apenas isso já me irrita... E o fato de cortarem a parte dos pais dele. Nossa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho!
      Não deu para ver a evolução do personagem, que passou de um coitado para um grande guerreiro.
      Quem só viu o filme deve ter pensado assim: Da onde o Neville tirou toda aquela habilidade!
      Não poderiam ter deixado a parte dele na AD de fora também, que foi importante para ser desenvolvimento como bruxo!

      Excluir
    2. Exatamente... E no sexto filme, que ele é garçom na festa do Slughorn !?!?! COMO ASSIM, CARAI ?!!?

      O Neville era o segundo preferido do professor, só perdia para o Harry. --'

      Excluir
  3. Só achou que faltou o Harry destruindo o escritório de Dumbledore u.u

    ResponderExcluir
  4. Eu também senti falta da cena em que Harry usa a maldição Cruciatus em um comensal que cospe em McGonagall. Não é exatamente uma cena tãão importante, como a morte do Fred (que do jeito que foi retratada no filme, foi até falta de respeito, convenhamos) mas, Harry aprende como a maldição funciona, e, por não ser de sua "natureza", achei que a reação dele foi bem extrema e surpreendente, refletindo a sua indignação com o modo que Minerva estava sendo tratada, assim como o carinho e respeito que ele tinha por ela. Achei incrível toda a cena, e teria sido interessante vê-la no filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ja ia falar sobre isso agora. Vc falou tudo. Eu juro q assisti o filme ansioso por essa cena, e qnd n passou fiquei com muita raiva.

      Excluir
    2. Ele não usa o cruciatus ele usa o Avada Kedrava mesmo kkkkkk

      Excluir
    3. Concordo plenamente! O Harry fugiu do seu estereótipo de bom moço naquela parte.. eu também teria adorado ver aquela cena!

      Excluir
  5. A despedida do Duda e do Harry tem como cena excluída no BlueRay.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é exatamente como está no livro ou é só aquele aperto de mão?

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. É estranho, eu tenho uma certa dificuldade pra lembrar quais cenas estavam ou não no filme. Até hoje eu tenho que pensar durante uns 5 segundos para saber se o Pirraça aparece ou não nos filmes.

    ResponderExcluir
  8. O filme deveria conter todas as "cenas" do livro. Acho uma bosta só ter que imaginar </3

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post e ler algumas passagens do livor. Realmente senti falta dessas cenas!
    Queria muito ter visto a do Dobby também!

    Abraços, Thamara
    www.thamaralaila.com.br

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.