[Resenha] - O doador de memórias - Lois Lowry

Num futuro a sociedade que conhecemos não existe mais. Ela deu lugar a uma comunidade onde as pessoas não tem possibilidade de escolhas, as pessoas não podem escolher seus cônjuges, não podem ter filhos de maneiras naturais e nem mesmo podem escolher suas profissões. Tudo deve ser perfeitamente encaixado, não há espaço para diferenças. As crianças são classificadas por números de 1 a 12. Todo ano em dezembro há uma cerimonia de passagem de um número para outro onde cada criança deixa para trás alguma coisa característica da idade e ganha outra, por exemplo aos 9 anos todos ganham uma bicicleta e antes disso é proibido andar na bicicleta de alguém. 
Sentimentos são proibidos e quando eles começam a se manifestar há uma pilula que todos devem tomar quando começa a sentir desejos. Quando a pessoa não tem mais condições de trabalhar, ela é colocada numa casa especial para idosos onde fica até o dia da dispensa, que é uma cerimonia alegre onde todos os idosos relembram a sua vida e trabalho. Ninguém sabe para onde ou o que acontece com quem é dispensado.
Jonas agora é um 11, na próxima cerimonia ele será designado para a profissão que ocupará para o resto da vida. Embora todos os seus amigos já saibam mais ou menos o que acontecerá ele mesmo não faz ideia, já que dedicou seus momentos de voluntariado a conhecer tudo e não se apegou a nada. 
No dia da cerimonia Jonas é escolhido para ser o novo Recebedor, ele não entende o que isso significa na hora mas todos no auditório o aplaudem entusiasmados. O seu treinamento é secreto por isso ele acaba se afastando de seus amigos. 
Jonas logo entende o que porque o cargo se chama Recebedor, ele foi escolhido a dedo para receber todas as lembranças do seu mundo antes da comunidade, o Doador, um ancião que está farto de sentir a dor de carregar essas lembranças deverá treinar Jonas de modo que ele um dia possa aconselhar os governantes. 
O que Jonas não sabe é que as lembranças do que foi tirado das pessoas é muito mais forte do que jamais poderia imaginar e ele começa a questionar a forma como a comunidade é conduzida. O que ele imaginava ser liberdade na verdade é uma grande manipulação, Recebedor e Doador criarão um plano para libertar a comunidade da falsa ideia de vida perfeita.


A comunidade criada por Lois Lowry é maravilhosa. É um mundo completamente diferente do que vivemos e poderia abranger muito mais do que ela fez. Com um pouco menos de 200 páginas a estória começou detalhista sobre o governo e as regras da comunidade mas terminou correndo e sem algumas explicações que eu julgava essenciais. Não ficamos sabendo o destino de nenhum dos personagens e isso me frustou um pouco. Fiquei sabendo que há mais 3 livros mas que nenhum deles é realmente uma continuação que poderia esclarecer os pontos que ficaram soltos na estória. 


Gostou desse livro? Adquira ele através da amazon.com


2 comentários:

  1. Parabéns pela resenha, eu fui assistir a adaptação e gostei (não costumo fazer isso, geralmente eu leio o livro para depois ir assistir, mas no entanto ainda não tinha comprado o livro), quero muito ler, mas tenho alguns na fila primeiro.

    Adorei o blog, seguindo desde já.

    Beijokas da Quel
    http://literaleitura2013.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oieee amei a resenha querida, sucesso ao blog!

    http://eraumavezlivrosecia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.