[Resenha] - Fingindo - Cora Carmack

Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2015
Gênero: Romance Norte-Americano
Tradução: Paulo Polzonoff Junior
Páginas: 329
ISBN: 978-85-8163-666-5

Mackenzie é uma jovem que tem um estilo de vida não aprovado pelos próprios pais. Max, como gosta de ser chamada, mudou-se para longe da família para tentar a carreira de cantora, teve seus cabelos coloridos artificialmente, fez algumas tatuagens e namora homens com um estilo que deixaria seus pais indignados. O único detalhe é que toda essa sua vida é mantida em segredo deles.
Pelo menos até o dia em que Max recebe uma ligação inesperada de sua mãe, que avisa estar chegando para passar o Dia de Ação de Graças ao lado da filha e insisti em conhecer o seu namorado. Max se desespera, pois sabe que não pode apresentar Mace, seu atual namorado, para os pais. Com menos de cinco minutos antes que da chegada dos pais, Max faz um acordo com Cade, um rapaz que ela nunca viu, mas que aparenta ser mais apresentável do que Mace.
Sendo Cade um estudante de teatro, ele aceita ajudá-la desde que ela lhe dê a chance de um encontro. Logo o rapaz encarna um papel que deixa os pais de Max completamente encantados a ponto de aprovarem o “namoro” e o convidarem para passar o Natal com toda a família de Max.



Max só queria alguém que a ajudasse a enganar os pais por 24 horas. Cade precisava encontrar um meio de esquecer a ex-namorada e acabar com sua fama de bom moço. Mas nenhum dos dois estava pronto para o que viria a seguir. Nenhum deles pretendia se apaixonar pelo outro.

Max então fica dividida. Seu namoro com Mace não está indo bem e tudo o que ela faz é pensar em Cade. Mas quanto mais tenta se afastar dele, menos ela consegue se manter longe - como um imã que a atrai cada vez mais. Max não sabe o que fazer, tem medo de colocar tudo a perder e de destruir os sentimentos das pessoas. E em meio a todo esse turbilhão de pensamentos, Max precisa aprender a combater seus medos, para que seu relacionamento com a família melhore e ela encontre o verdadeiro amor. 
“[...] Com Cade era confuso. Era somar um mais um e obter um resultado diferente de dois. Era mais do que deveria ter sido, e tirou meu mundo do eixo.” (página 227)

“Fingindo” é um romance que tinha tudo para ser classificado como água com açúcar, mas não chega nem perto de ser um. Muito pelo contrário, é um livro tão bonito que chega a ser um tanto intenso. Ele é narrado em primeira pessoa, com capítulos alternados entre os dois personagens, o que é interessante, pois assim podemos ver e compreender melhor os pensamentos e sentimentos de cada um, e assim entender pelo que eles estão passando.

Eu particularmente achei as narrativas da Mackenzie um pouco mais interessantes de ler, pois são mais sentimentais, afinal de contas, a vida dela é mais difícil e ela se vê muitas vezes em situações que não sabe contornar e tem medo do que possa acontecer dependendo do rumo que seguir. E o jeito como ela enfrenta seus problemas faz dela uma personagem um tanto forte e corajosa. Todos os acontecimentos pelos quais Max passou durante sua vida foram responsáveis por fazê-la ser o que ela é, e eu acredito que seja isso que a encha de medo. Medo de si mesma, medo do que pode fazer com os outros e medo de seguir em frente. Tanto que as mudanças pelas quais sua vida passa com Cade deixam Max insegura sobre como prosseguir e se ela deve prosseguir.

“Ele havia me arruinado. Antes eu era como gelo – fria, cortante e sólida. Mas durante semanas, ele me derreteu, e eu odiava isso.” (página 255)

Do jeito que eu vejo, o Cade foi colocado na vida dela para, acima de tudo, fazê-la se superar. O que era para ser um simples plano para enganar mais uma vez os pais acabou se mostrando o que faltava na vida da Max para ela conseguir seguir em frente, deixando de vez o passado para trás. “Fingindo” não é só um simples romance qualquer, é uma estória de superação que nos ensina que, antes de conseguir o respeito e aceitação dos demais, nós precisamos aceitar a nós mesmos do jeito que somos, pois só desta forma conseguiremos realmente seguir em frente e sermos felizes.


7 comentários:

  1. O enredo me lembra um filme de comédia romântica que assisti, parece exatamente o tipo de livro que eu curto, entrou para para a lista enorme de livros que pretendo ler rsrs

    www.eucurtoliteratura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tainan! O livro é muito bom mesmo. Se não me engano, tem um livro antes, mas não interferiu em nada na leitura deste! Espero que goste!

      Beijo

      Excluir
  2. Oie Carol! ^^
    Eu li Fingindo e amei a história ! <3
    Gostei muito da Max e do Cade, a única coisa que me incomodou um pouco foi a grande insegurança da Max, em alguns momentos ela estava decidida e no outro mudava de ideia, claro que compreendi que tudo isso ocorre por causa da forma que ela encarava o passado dela.
    Em relação ao Cade, eu fiquei muito curiosa para ler o primeiro livro e ver se ele amadureceu muito após o ocorrido com a Bliss, ou se ele já era assim!

    Adorei a resenha!
    Beijos e até logo! :)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda!
      Eu também li e me encantei! Vi que tinha um primeiro livro antes dele, mas ainda bem que não afetou tanto na hora de ler Fingindo.
      Concordo com você a respeito da Max, mas quanto ao Cade, não tinha pensado por este lado. Agora fiquei curiosíssima para ler o primeiro também! Haha

      Beijo

      Excluir
  3. Gostei da resenha. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas vou dar uma chance para ele. O ruim é que nessas histórias a minha tendencia é odiar a protagonista por causa dos seus dilemas. Porém nesse livro ainda parece ter história. Ao contrario de outros que é muito drama e história que é bom nada. Parabéns pela resenha!
    Beijos :)
    Se quiser visitar o meu blog, vou ficar feliz http://chuvacobertaelivros.blogspot.com.br/2015/04/resenha-cinderela-pop.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana!
      Sei bem como se sente, já fiquei com ódio de muitos protagonistas, pois nunca seguiam o que eu estava pensando. Mas aconselho você a tentar, no começo achei que seria uma coisa bem dramática mesmo e fiquei com medo de não gostar, mas acabei gostando bastante!

      Um beijo!
      Visitaremos seu blog!

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.