[Resenha] - O maior amor do mundo - Seré Prince Halverson



Editora: Arqueiro
Lançamento no Brasil: 2013
Gênero: Ficção americana
Tradução: Marcelo Mendes
Páginas: 320
ISBN: 978-85-8041-128-7



"E se você descobrisse que outra mulher também se considera mãe dos seus filhos?"


Ella Beene tem a vida perfeita na pequena cidade de Elbow, ao lado de seu marido, Joe, e os dois filhos pequenos dele, Annie e Jach. Ella vive com eles há três anos, cuida das crianças como sendo seus próprios filhos e adquiriu pelos dois um amor incondicional, sentimento esse que se torna recíproco, a ponto das crianças começarem a chamá-la de mãe.

Mas quando Joe vai contra uma das regras da casa imposta por ele mesmo, de nunca dar as costas para o mar, e acaba morrendo, a vida de Ella vira de cabeça para baixo.

Desempregada e com duas crianças pequenas para cuidar, Ella tenta desesperadamente achar um jeito de contornar a situação e seguir em frente, lutando para não ser tomada pela depressão. Mas nada parece colaborar para que isso aconteça. Ella descobre que o mercado de Joe não está indo bem como ele insistia em dizer e o pouco dinheiro que tinha não daria para cobrir tantas dívidas. E no dia do funeral de Joe, a mãe biológica das crianças, Paige, reaparece.

Nos dias em que permanece em Elbow, Paige mantém muito contato com Annie e Jach, o que deixa Ella um pouco incomodada. Quando Paige volta para Las Vegas, Ella acredita que as coisas finalmente vão voltar ao normal e ela pode seguir com seus planos junto com as crianças. Mas a última coisa que ela esperava era receber uma ordem judicial informando que Paige entrou na justiça exigindo a guarda dos filhos. 

E enquanto luta para reorganizar sua vida, arranjar um meio de ganhar dinheiro e não perder as duas pessoas mais importantes da sua vida, Ella acaba descobrindo muitos segredos de Joe que podem mudar tudo o que ela sempre acreditou e Ella precisará decidir entre o que é mais vantajoso para si mesma e o que é certo.

Ainda em clima de Dia das Mães, não havia livro melhor para indicar na resenha de hoje! "O maior amor do mundo" é um livro que fala sobre relacionamentos, superação, amor incondicional e os acontecimentos e problemas da vida, com uma escrita leve, bem detalhada e uma sensibilidade incrível. 

Recheado de personagens adoráveis e acontecimentos bem descritos, é possível até sentir o cheirinho da brisa do mar ou de shampoo de criança. A sensação que eu tive ao ler este livro é uma que eu não consigo nem explicar direito, mas que só me atinge com os melhores livros. É como tomar banho de esguicho em um dia quente de verão! É uma sensação agradável e deliciosa e sentir isso com um livro é mil vezes melhor, pois você sabe que tem em mãos um grande tesouro, que vai durar para a vida inteira. 

"O maior amor do mundo" estava na minha estante já fazia um bom tempo, e eu ficava sempre naquele impasse "leio agora x deixo para depois". Confesso que tinha medo de ler e achar um livro muito fraco, me decepcionar. Mas não me arrependo de nenhum minuto que gastei lendo cada uma das páginas dele. 

A Ella é uma personagem que me encantou! Ainda que passando por maus momentos, ela se manteve forte do jeito que conseguiu, sempre lutando por aquilo que mais amava no mundo: seus filhos de coração. Até nos momentos em que ela se mostrou uma pessoa honesta e verdadeira quando muitos achavam que ela deveria ter seguido outro caminho, não tive raiva dela, até por que acho que se estivesse em seu lugar, tomaria as mesmas decisões.

Acompanhando a luta entre Ella e Paige pela guarda definitiva de Annie e Jach, passei a tentar enxergar a situação aos olhos das duas: a mãe biológica e a mãe de coração. Não dá para saber o rumo que toda a estória vai tomar e o que vai acontecer. Se quem vai conseguir seu final feliz ao lado dos filhos será Ella ou Paige. De certa forma, torci pelas duas, pois quando você começa a conhecer melhor a segunda e entender os motivos que a levaram a agir do jeito que ela agiu, é inevitável não torcer por ela também. Você só quer um final feliz, mas o que pode levar a ele, só lendo mesmo para descobrir. Afinal, toda Mãe (isso, com M maiúsculo mesmo, pois cá entre nós existem Mães e mães) merece um final feliz ao lado de seus filhos para sempre.


"O melhor amor do mundo" fala sobre o amor incondicional que uma mãe, biológica ou não, pode ter por seus filhos, igualmente biológicos ou afetivos e as coisas que somente uma mãe é capaz de fazer por eles. Um livro para tocar o coração!

17 comentários:

  1. Uma característica que gosto é o ecletismo que o blog possui. Não é a toa que sou o internauta que mais comento aqui no blog. Vcs Marina e Carol, me surpreendem sempre com os mais diversos estilos literários! Sempre quando entro no site penso: "qual será a nova resenha delas? E qual estilo literário será abordado?" É muito bom isso, e melhor ainda é ver que minhas expectativas nunca ficam abaixo da média com vcs, parabéns meninas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhh Gustavo, um fofo como sempre. Fico feliz também com isso sabia?! Quando chamei a Marina pra me ajudar eu não imaginava que o estilo dela era tão diferente o meu, e no final das contas isso foi bom porque podem fazer resenhas de vários tipos de livros sem nos obrigar a ler algo que não gostamos. Obrigada pela visita :)

      Excluir
    2. Olá, Gustavo, fiquei muito feliz com o seu comentário! É muito satisfatório ver que as pessoas estão gostando dos posts e resenhas aqui do blog! E essa parte da diversidade é mesmo muito boa, pois podemos agradar a todos! E conhecendo o gosto dos seguidores do blog, podemos estar sempre melhorando! Por exemplo, há algumas resenhas atrás, descobri que você é super fã de livros de terror, como eu! Agora dá para fazer mais resenhas sobre este gênero, que eu sei que alguém vai ler (por que não é todo mundo que gosta, né)! rs

      Obrigada pelo comentário e pela visita!!

      Excluir
    3. Muito obrigado meninas, é muito gostoso ter um blog que eu sei que quando entrar, vai ter resenhas e posts do meu agrado! Se vcs fizessem um canal no youtube, com certeza eu seria o primeiro a acompanhar! Eu sigo 2 canais no youtube, é só uma ideia pra vcs, não se preocupem, me contento eu ler suas resenhas aqui no blog! Bjos...

      Excluir
    4. Iiiiii acho que a minha praia são as letras viu! ahahah Mas se Má quiser fazer um canal podemos vincular ao blog!!! :) Não vou dizer nunca ok? Quem sabe mais pra frente!!! Mas nunca vi muita graça em resenhas faladas!!! :)

      Excluir
    5. Eu desconfiei mesmo Carol, que nao fazia seu perfil um canal no youtube. Eu acho interessante, mas concordo que nao há necessidade de vc ter um!

      Excluir
  2. Ah, e Marina, fico na expectativa de novas resenhas suas de livros de terror! Sempre bom sentir aquele friozinho na espinha! kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba!! Aguente mais alguns dias que a próxima provavelmente será de terror, então! Agora atiçaram minha vontade de ler algo tenebroso! kkkk.

      Excluir
    2. Falou a frase certa Gustavo! ahahahhahaha Mas vou ficar com ciumes, você não fica querendo minha resenhas assim! ahauhuahauhahauha

      Excluir
    3. Que bom entao Marina, vou esperar ansiosamente pela sua resenha! Eu tbem fiquei com vontade agora de ler algo de arrepiar os cabelos!

      Excluir
    4. Carol nao precisa ficar, gosto muito das suas resenhas, temos um gosto em comum tbem, curto muito livros de fantasia, e pelo que percebi vc tbem... E suas resenhas são muito bem escritas, por isso disse que nao há necessidade de vc ter um canal no youtube, embora se vc tivesse, eu acharia o maximo! :)

      Excluir
    5. Então tá bom Gustavo. Hahahhaha

      Excluir
  3. Amei a sua resenha e preciso dizer que foi a primeira vez que eu li sobre esse livro. http://luxuosoestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! Também nunca tinha ouvido falar dele quando o vi na livraria, mas valeu muito a pena a compra!

      Excluir
  4. Parece ser o tipo de livro que desidrata o ser humano,
    Gostei muito da sua resenha, fiquei muito a fim de ler!]


    Tem novidades lá no meu blog!
    Estandy Books - A Estante da Andy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andy! É um livro muito lindo, sim, mexeu bastante comigo!
      Leia, sim, e depois nos conte o que achou!!

      Um beijo

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.