[Crítica] - Cidades de Papel - o filme


Já adianto que se você não gosta de spoilers favor não ler essa crítica, há alguns elementos presentes do filme e no livro que talvez você não queira saber.



Seria muito interessante começar ressaltando que a maioria dos fãs de livros ficam muito decepcionados com as adaptações para filme. E com "Cidades de Papel" não foi diferente. Todos sabem o sucesso viral e estrondoso de "A culpa é das estrelas", também de autoria do John Green. Contudo, não sei se podemos dizer o mesmo em relação a "Cidades de Papel". 

Pra começo de conversa, o que define o filme em relação ao livro é decepção. É claro que os filmes não são 100% fiéis, mas depois de Percy Jackson, Cidades de Papel foi o que mais me decepcionou. O livro é excelente, com personagens interessantes, que envolvem o leitor do começo ao fim. O filme, por outro lado, deixou muito a desejar. 
Devido a isso, me sinto na obrigação de elencar algumas de minhas tristezas para com a adaptação: 
1. A noite super perfeita de Margo e Quentin não é completa, e eles cortaram muitas coisas, como a parte do Parque, por exemplo; 
2. Os pais de Q. e o detetive são praticamente figurantes; 
3. Eles não dão importância a detalhes que servem de pista para achar Margo, como o esmalte dela, por exemplo; 
4. Todo o mistério de descobrir o paradeiro é muito fácil e rápido, não deixando aquele suspense de busca no ar. Fica muito artificial.
5. Quentin não ganha um carro; 
6. O Whitman do livro não recebeu 2% da devida importância. 



Acho melhor para por aqui, ou vou desapontar vocês mais ainda.
Apesar dos pesares, o filme tem muitas qualidades como os personagens, também achei os atores escalados muito bons, eles conseguiram tranmitir a essência dos personagens de John Green, o cenário, isso não posso negar que foi tudo muito bem elaborado. 
Há também uma surpresa FANTÁSTICA para os fãs, mas não sei se conto... Está bem, a grande surpresa é... ANSEL ELGORT. Sim!!!! Não vou contar aonde, nem quando ele aparece porque assim estragaria para quando vocês forem assistir. Mas quando for ver o filme pode esperar que ele aparecerá.

No geral, o filme deixou muito a desejar, como fã de livros é inevitável esperar chegar na frente da telona e ver pelo menos a fidelidade do livro amado, sempre são cortadas algumas partes, isso eu sei mas do meio para o fim são mudadas muitas coisas, não vou contar pra vocês porque apesar de eu não ter gostado, acredito que cada um deve ir lá e ter sua opinião, só acho melhor não ir com muita empolgação, ou vão se decepcionar como eu.
Só mais um detalhe, se você for ver dublado, terá que aguentar a voz mega chata que colocaram na Margo, então aconselho a ver legendado se tiver essa opção na sua cidade.

Em suma, é isso aí. Espero que tenham gostado, e tentem não se decepcionar, principalmente com a parte da viagem. 
Ah... Já ia me esquecendo. VOCÊS GOSTAM DE DRAGÕES? Hahahahaha. 
Até a próxima! 

Deixe sua opinião sobre o que achou do filme!!! :)

Crítica por Niwerton Tavares Ribeiro Junior.
Revisão de texto: Carol Mariotti


Compre o livro Cidades de Papel através da Amazon:

14 comentários:

  1. Carol adorei sua crítica, AMEI o livro, mas não sei o que esperar do filme. Creio que vou ver só na próxima semana e já estou preparada pra me decepcionar. Haha, adorei seu blog.
    http://www.leituradascinco.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thaísa! Eu não li este livro, mas sei bem o que quer dizer com a parte de se preparar psicologicamente para ver uma adaptação. Eu já desisti de assisti-las, infelizmente. Prefiro ficar só com o livro e o mundo que eu criei com ele do que assistir aos filmes e ver tudo o que eu imaginei, em parte, destruído... rsrs

      Obrigada pelos elogios!
      Volte sempre. Bjs

      Excluir
  2. Bom, ultimamente eu faço o caminho inverso com os filmes baseados em livros: assisto primeiro e leio depois.
    Critico o filme do mesmo jeito, então não faz muita diferença.
    O último filme baseado em livro bem adaptado que vi foram os de Jogos Vorazes (ainda não consegui tempo/humor/dinheiro para ler "A Culpa é das Estrelas" nem "Divergente").

    Além de PJ (óbvio), teve o livro "A Hospedeira" que li para ir assistir o filme, por que a ideia da história pareceu interessante e o livro me surpreendeu, mas o filme... é complicado explicar como o único livro da Meyer que deve prestar conseguiu se um filme quase tão ruim quando Crepúsculo (desculpa se você gosta, mas eu até aceito o vampiro que brilha, mas aquele romance é de matar).

    Enfim, adaptações são complicadas de agradar.
    Sorte de quem não tem interesse nem no futuro de ler os livros, não vai sofrer com os erros/faltas.

    Vou ver dublado mesmo (questões financeiras como não precisar pagar ônibus e a inteira do cinema perto de casa ser a meia dos outros cinemas são um baita incentivo).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é uma opção válida assistir ao filme e depois ler o livro. Penso que, pelo menos desta forma, não ficamos tão decepcionados com algumas coisas que nos incomodariam se lêssemos o livro antes, como a escolha dos atores, por exemplo.
      Eu, pelo menos, quando sigo essa ordem, já tenho a imagem de cada um formada na cabeça, aí não me preocupo tanto com a aparência deles. Eu não gosto de adaptações por causa das mudanças ridículas que às vezes são feitas, por isso nem assisto mais. Tem gente que não liga para isso. Tudo bem. Mas eu não consigo, não.

      Excluir
  3. Nem quis ler a crítica inteira para não ficar com raiva e querer deixar de ver o filme.Desde antes do lançamento do filme minha expectativa para o filme já estava bem baixa e com o pouco que li da crítica já vou ver o filme com a expectativa beeeeeem baixa.
    Mesmo várias pessoas tento elogiado o A culpa é das estrelas,saí do cinema decepcionada com o que foi o livro (você pode entender melhor o que estou falando lendo a crítica que fiz no meu blog http://portal-do-mundo.blogspot.com.br/2014/06/a-culpa-e-das-estrelaseu-fui.html) e acredito que vai ser mais ou menos assim que vou sair da sala após ver o filme.
    Portal do mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Lais... complicado!!! Temos é que aprender a lidar com essas adaptações hahaha Mas é tão difícil!

      Excluir
  4. Me decepcionei muito com o filme, o livro é muito mais intenso. Fui com muita vontade de vê o filme, mas nas primeiras cenas já foi uma enorme decepção. O final foi incrivelmente besta e sem graça, já no livro o final nos remete a várias interpretações, pois é cheio de metáforas e a parte que senti mais falta no filme foi quando eles enterram a antiga Margo, o Q. e a cachorrinha, a falta daquele final do livro me frustou bastante. Por isso cada vez mais aprecio uma boa leitura, pois essas adaptações para o cinema só visam fins lucrativos e destroem as histórias dos autores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, temos que ficar só nos livros mesmo. Infelizmente reduziram uma obra de John Green a um filminho adolescente. Faz parte. Obrigada pela visita

      Excluir
  5. Achei o filme tão sem graça que não deu nem vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  6. não gostei da adaptação também!
    o que mais me incomodou foi que no livro eu ficava pensando: será que ela se matou? seria bem chocante!!! mas no filme essa hipótese mal é levantada. e toda a mudança no final foi bastante estranha, aquela contagem de horas para eles voltarem a tempo do baile achei bem ridícula.

    ResponderExcluir
  7. Concordo, na verdade a maioria dos melhores acontecimentos são muito superficiais, no livro eu fiquei com muita dó do Q, pelo seu desespero por encontrar Margo, os lugares dados como cidades de papel, o medo dela está morta, quando ele se rejeitado dos amigos em relação da ajuda que ele precisa para encontrar a Margo, e o Ben ? ele é melhor parte da viagem até Agloe, principalmente quando não deixa um pingo de xixi fora da garrafa. cara, sério... poderia muito bom, o Drama poderia ter sido maior... mas nada passou de uma aventura em buscar de uma guria no filme mostra apenas ser mimada... Margo tinha país idiotas, tudo tinha um motivo para ela ser daquele jeito.. Não deram nem moral para o Cara que aparece morto no início de tudo... sendo que ele causa o maior trauma de Q e Margo desde o início .. o caderno preto que reflete sobre todos os planejamentos de Margo.. Enfim, o filme mostrou mais uma aventura entre amigos.. e por que Angela viaja com eles ? trágico trágico ...mas é isso

    ResponderExcluir
  8. Concordo, na verdade a maioria dos melhores acontecimentos são muito superficiais, no livro eu fiquei com muita dó do Q, pelo seu desespero por encontrar Margo, os lugares dados como cidades de papel, o medo dela está morta, quando ele se rejeitado dos amigos em relação da ajuda que ele precisa para encontrar a Margo, e o Ben ? ele é melhor parte da viagem até Agloe, principalmente quando não deixa um pingo de xixi fora da garrafa. cara, sério... poderia muito bom, o Drama poderia ter sido maior... mas nada passou de uma aventura em buscar de uma guria no filme mostra apenas ser mimada... Margo tinha país idiotas, tudo tinha um motivo para ela ser daquele jeito.. Não deram nem moral para o Cara que aparece morto no início de tudo... sendo que ele causa o maior trauma de Q e Margo desde o início .. o caderno preto que reflete sobre todos os planejamentos de Margo.. Enfim, o filme mostrou mais uma aventura entre amigos.. e por que Angela viaja com eles ? trágico trágico ...mas é isso

    ResponderExcluir
  9. Que bom vir aqui e encontrar tantas pessoas desapontadas quanto eu! Eu só quis ver o filme pq a adaptação de A culpa é das estrelas não foi ruim. Claro que cortaram algumas coisas, mas entendo que é normal. A questão é que a história foi contada totalmente do jeito que aconteceu no livro. Me emocionei no filme tb. Mas essa adaptação só pode ter sido uma brincadeira! Que filme mais nada a ver! História chata, sem suspense, sem emoção como foi no livro. Já esperava que o meio do filme fosse reduzido pq realmente seria complicado colocar todas as fases de descoberta no filme, mas mudar praticamente toda a história e pior ainda, com a anuência do autor foi demais! Ridículo! O q não fazem pra ganhar dinheiro! Aliás, nem sei como ganharam dinheiro com esse filme sem graça!

    ResponderExcluir
  10. Que bom vir aqui e encontrar tantas pessoas desapontadas quanto eu! Eu só quis ver o filme pq a adaptação de A culpa é das estrelas não foi ruim. Claro que cortaram algumas coisas, mas entendo que é normal. A questão é que a história foi contada totalmente do jeito que aconteceu no livro. Me emocionei no filme tb. Mas essa adaptação só pode ter sido uma brincadeira! Que filme mais nada a ver! História chata, sem suspense, sem emoção como foi no livro. Já esperava que o meio do filme fosse reduzido pq realmente seria complicado colocar todas as fases de descoberta no filme, mas mudar praticamente toda a história e pior ainda, com a anuência do autor foi demais! Ridículo! O q não fazem pra ganhar dinheiro! Aliás, nem sei como ganharam dinheiro com esse filme sem graça!

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.