[Resenha] - O Bangalô - Sarah Jio

Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2015
Título Original: The bungalow
Gênero: Romance / Ficção norte-americana
Páginas: 314
ISBN: 978-85-8163-803-4

"O Bangalô" conta a história de Anne Calloway, que com 21 anos de idade resolveu deixar a vida que tinha em Seattle ao lado da família e do noivo para embarcar com a amiga Kitty para Bora Bora, com o intuito de trabalhar com enfermagem e ajudar na recuperação dos soldados feridos na Segunda Guerra Mundial. Sendo assim, ela adia o seu casamento e parte para longe, com o objetivo de colocar em prática o que aprendeu na faculdade e ajudar as pessoas. 

Chegando lá, Anne começa a ver pela primeira vez os horrores da Guerra, ainda que em um local completamente paradisíaco. À medida que vai ajudando as pessoas em Bora Bora, ela vai fazendo novas amizades. Até que Anne conhece Westry Green, um homem completamente gentil e diferente da maioria dos soldados que ali se encontravam. Rapidamente, Westry começa a mexer com o coração de Anne, que se sente completamente perdida e culpada em relação aos seus sentimentos, já que está noiva de Gerard.

"Vinte e sete de novembro. Era uma data sem importância, apenas um pontinho no calendário. Mas foi também o dia que mudou minha vida, o dia em que comecei a amar Westry".

Em um dos primeiros dias juntos na ilha, Westry mostra à Anne um pequeno bangalô escondido na mata e diz que pretende restaurá-lo aos poucos para que algum dia possa viver ali. Ninguém sabe da existência do bangalô e o local logo se torna um esconderijo dos dois, um local para se recorrer quando sentissem necessidade de um refúgio ou um ombro amigo para desabafar em meio aos problemas. Mas os momentos felizes do casal no bangalô logo são interrompidos quando eles presenciam um terrível assassinato nas praias de Bora Bora. Anne quer relatar o ocorrido aos superiores, mas Westry diz que aquilo só iria trazer muitos problemas para a vida dela. Anne então, contra a sua vontade, não denuncia o ocorrido. 

Quando Anne volta para casa em Seattle, ela está com o coração arrasado por tudo o que presenciou em Bora Bora, mas tenta levar sua vida em frente. Westry foi enviado para guerrear na Europa e ela não recebe mais notícias dele desde então. Mas as lembranças daquele período que ela passou em Bora Bora não saem de sua mente e ela não tem mais certeza do que realmente quer para a sua vida. Será que Anne irá seguir o seu coração ou simplesmente aceitar a vida que tem agora?


"O Bangalô" foi o primeiro livro da escritora Sarah Jio que eu li. Já havia ouvido falar sobre a grandeza de suas obras, mas nunca tive a oportunidade de conhecer seus livros até agora. E posso colocar aqui com muita satisfação que estou absolutamente fascinada. Sarah Jio tem um estilo de escrita que beira a perfeição. A temática do livro é super bem elaborada, assim como todo o desenrolar da história. 

" - Anne. - A voz dele fraquejou um pouco, e ele parou para recuperar sua força. - Se é disso que precisa. Se há uma chance de ter seu coração por inteiro novamente, então eu esperarei."

Todos os personagens presentes em "O Bangalô" são extremamente misteriosos e é incrível a capacidade da autora de nos fazer apaixonar por eles e em questão de segundos, torná-los desprezíveis aos nossos olhos. Ela desenvolve muito bem os relacionamentos de forma que você não acredita que tais personagens possam fazer o que fizeram e passa a desconfiar de todo mundo, até mesmo dos próprios personagens principais! E é essa incerteza em relação a cada um deles que torna o livro tão cativante, pois os acontecimentos não se explicam tão rápido e você lê sem parar para descobrir a verdade por trás de tudo!


Os cenários também não ficam em segundo plano. "O bangalô" é um daqueles livros que mexem com o leitor, onde é possível sentir o sol batendo na pele, a brisa do mar e ouvir o farfalhar das folhas e as ondas quebrando na praia. Livros assim são encantadores, pois você mergulha ainda mais dentro da história, você se sente naquele lugar que parece estar saindo das páginas durante a leitura.

O livro todo é maravilhoso, mas o que eu mais gostei nele foi justamente essa mescla entre romance e guerra. Porque a primeira coisa que a gente pensa quando vê que um livro que fala de guerra é que ele só será cheio de tragédias e "O Bangalô" quebra um pouco disso, mostrando que mesmo em períodos ruins, boas coisas podem, sim, acontecer. Com uma sensibilidade única, "O Bangalô" veio para conquistar. 



6 comentários:

  1. Parabéns pela resenha. Confesso que esse livro já estava na minha lista de compras, porém agora depois de ler a resenha fiquei muito ansiosa para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rosana! Obrigada pelo elogio e pela visita!
      Leia sim, este livro é apaixonante! Sabe aqueles livros que você só quer saber de ler, ler, ler e não consegue parar? Então... hahaha
      Depois nos conte o que achou!
      Beijo

      Excluir
  2. Esse tipo de livro não costuma fazer parte das minhas leituras, porém, sua resenha me deixou bastante interessada em ler e conhecer a história. Assim que eu tiver oportunidade irei ler!
    Beijos
    Little B.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beatriz!
      O livro tem uma história muito bonita, acho que vale a pena tentar! Quem sabe você não se apaixona por ele também? rsrs
      Depois nos conte o que achou!!!

      Beijos
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Não leio muitos livros desse estilo, porém a resenha está incrível e com muito conteúdo
    blogmichaelvasconcelos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Michael! Muito obrigada pela visita e pelo elogio!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha.

      Beijo
      Volte sempre!

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.