[Crítica] - A Bruxa



Diretor: Robert Eggers
Elenco: Anya Taylor Joy, Ralph Ineson, Kate Dickie, Harvey Scrimshaw
Título Original: The Witch
Duração: 1 hora e 30 minutos
Gênero: Terror / Suspense / Drama
Classificação: 16 anos

Sinopse: "A Bruxa" se passa na Nova Inglaterra, mais precisamente na época de 1630. William e Katherine vivem uma vida altamente religiosa com seus cinco filhos em uma pequena comunidade, mas por motivos de comportamento, são mandados embora. 
Sem muitas opções, eles passam a viver uma vida miserável em um local extremamente afastado de tudo, nas proximidades de uma floresta sombria. Em um dia comum a filha mais velha do casal, Thomasin, precisa tomar conta do bebê Sam, mas em um momento de descuido ele desaparece e nunca mais é visto.
Nenhum dos membros da família sabe o que aconteceu com ele. Alguns acham que ele foi devorado por um lobo, outros acreditam que ele foi levado por uma bruxa que habita as profundezas da floresta.
Com o passar dos dias, eles tentam levar suas vidas adiante, mas o que quer que esteja rondando aquela região não permitirá que isso aconteça.


"A Bruxa" entrou em cartaz há pouco tempo, mas desde o final do ano passado, com o lançamento do seu trailer, vinha atiçando a curiosidade de várias pessoas que são apaixonadas pelo gênero. Com a estréia do filme, muitos já comentavam ansiosos que estavam se programando para ir assistir.

Porém, este acabou se tornando aquele tipo de filme em que o trailer consegue ser melhor, pois demonstrou mais tensão e desespero do que o filme em si. "A bruxa" tinha tudo para conquistar. Cenários perfeitos, uma premissa muito boa e uma trilha sonora de arrepiar até o último fio de cabelo. Mas a trama acabou se mostrando um tanto confusa durante toda a sessão e tanto eu quanto todos os que estavam na mesma sala de cinema saímos bem desapontados.

As filmagens foram feitas em paisagens estadunidenses e canadenses, e isto deu um charme à parte ao filme, pois os cenários foram muito bem escolhidos, uma vez que emanavam uma aura misteriosa e assustadora por si só. Completando isto, temos a trilha musical (talvez uma das mais arrepiantes até hoje), que foi o que deu um pouco de nervosismo durante o filme. 

Os personagens são cansativos. Ainda que se vissem como uma família extremamente religiosa, eram pessoas cheias de ódio e rancor entre si, e raramente se viam resquícios de amor. Na maioria do tempo só temos brigas e disputas, xingamentos e atitudes mal intencionadas. Não houve quase nenhum momento em que os personagens agissem como uma família de verdade; viviam alimentando mentiras, sem um pingo da união que as famílias devem ter, somente a culpa sendo jogada de um para outro a fim de se livrar de problemas. Tanto que você passa o filme inteiro pensando o que há de errado com aquela família em termos de sobrenaturalidade e se o responsável por tudo é alguém dali.

O filme não faz muito jus à categoria em que se insere. Não detectei momentos de medo e nenhuma cena capaz de causar sustos. Isso não significa que o filme não tenha algumas cenas aflitivas, ainda que poucas. 

O filme ficou com vários pontos em aberto e terminou de uma forma um tanto esquisita. Algumas cenas acabaram ficando bem forçadas e o que era para parecer assustador acabou se tornando, de certa forma, hilário, resultando assim em um filme meio bagunçado - esta é a melhor palavra para definir - e que acabou confundindo a cabeça de muita gente.

Em resumo, "A bruxa" deixou a desejar, mostrando-se um filme bem fraco se comparados à outros do mesmo gênero e estilo. É um filme que não faria questão de assistir novamente. Mas não tomo as minhas palavras aqui como uma verdade universal. Ainda que a maioria dos comentários que li tenham sido um tanto negativos, vi algumas pessoas que gostaram. Então se ainda assim você quiser assistir, acho que dá para tentar, quem sabe você não gosta? 

E você, já assistiu este filme?
Deixe suas opiniões aí nos comentários!

8 comentários:

  1. Pena que cansou, pelo que li ia me cansar também, não faz o meu estilo ...apesar de amar histórias de bruxas
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata!
      Pois é, foi uma pena mesmo, esperei tanto desse filme... E é uma temática de filme de terror bem legal, mas não souberam explorar muito bem...

      Beijo

      Excluir
  2. Eu tava tãooooooooooooooo a fim de ver hahaha
    Vou baixar agora, porque né, vai que eu me decepcione e ainda mais pagando caro kkk
    E eu gosto tanto de estórias de Bruxas caraaa #salem ♥ #abruxadeblair
    Que pena

    http://rascunhosehistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Léa!
      Eu também estava muuuuuito ansiosa quando comprei meu ingresso. Mas a moça da bilheteria até brincou comigo: "Se o filme for ruim, não vale reclamar comigo depois. Porque todo mundo sai reclamando..."
      Nossa, fiquei com um pé atrás depois disso, só entrei porque já tinha comprado o ingresso mesmo. kkk
      Mas tente, quem sabe a sua opinião diverge da minha. E pelo menos os cenários valem a pena rsrs
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Marina,

    vi esse filmes esse dias e amei! Não é um terror que dá sustos, mas consegue nos surpreender bastante. A fotografia é bem interessante e não achei a história com pontas soltas. Pelo contrário, A Bruxa traz uma trama bem parecida com contos antigos sobre bruxas, o que amei ainda mais, pois foge do clichê. Uma pena que o filme não te agradou...

    Beijos!
    Participe do Sorteio Mês das Mulheres, são 10 livros e muitos marcadores
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, pois é, infelizmente para mim o filme deixou muito a desejar. Talvez porque eu tenha criado expectativas até demais para ele e por isso me decepcionei.
      Acho que esse não é o meu tipo de terror rsrs
      Mas que bom que você gostou!

      Beijos

      Excluir
  4. Oii, Marina! <3
    Olha, eu tinha jurado que nunca ia ver esse filme depois que um crítico falou que ele é daqueles de fazer xixi de noite... Pois bem, normalmente eu ficaria curiosa demais com isso e veria assim que possível. MAS, acontece que Bruxas são as únicas criaturas que conseguem me provocar calafrios. Eu sei, eu sei, parece bobo, mas acho que isso vem de pequena, sabe? Moro em Florianópolis, a famosa Ilha da Magia, então quando eu era pequena, não faltavam histórias de bruxas e lendas da nossa cidade. Isso me afetou mais do que deveria, eu diria, então eu, com 19 anos na cara, tenho medo de bruxas hahahha
    Mas, enfim, tudo isso foi pra dizer que eu JAMAIS iria pensar em ver esse filme, mas não és a única que eu vejo falando que não é como dizem e que chega a ser tosco hahaha agora até considero ver em algum dia, mas não no cinema, acho que não vale a pena ;) hahahaha
    Beijossss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kathleen! =D
      Antes do lançamento do filme no Brasil eu tinha visto umas críticas parecidas, inclusive o Stephen King havia dito que o filme era um dos piores (no sentido de ser mais assustador) que ele já havia visto. Nossa, fiquei super empolgada com isso! rs
      Mas minha experiência no cinema foi bem frustrante. Primeiro que a moça da bilheteria já disse para eu não reclamar com ela se me arrependesse do filme (ops, mau sinal)... Não consigo esquecer quando o filme terminou e as luzes acenderam.... Escutei um monte de risadinhas e "affs", sabe... Então não fui a única que achou o filme meio esquisito. Mas teve gente que gostou!

      Quanto ao seu receio em relação à bruxas, normal! Também fico um pouco nervosa, tanto que estou em um impasse se assisto A Bruxa de Blair ou não (nunca vi haha). Os únicos bruxos que não me deixam aflitos são os bruxos de Harry Potter rsrsrs

      Beijinhos

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.