[Resenha] - A Caderneta Vermelha - Antoine Laurain



Editora: Companhia das Letras
Lançamento: 2016
Gênero: Ficção francesa
Páginas: 135
ISBN: 978-85-5652-013-5

Laurent Letellier é um livreiro parisiense cuja vida segue uma rotina extremamente tranquila. Morando no segundo andar do local em que trabalha, ele não possui o hábito de se deslocar muito para chegar aos locais que precisa. Em um dia como qualquer outro, a caminho do seu café matinal na cafeteria L'Espérance, Laurent se depara com uma cena inusitada: uma bolsa feminina lilás em perfeito estado abandonada sobre as latas de lixo ainda não recolhidas naquele dia.


"A questão que se apresentava agora era quase de ordem moral: levá-la consigo ou deixá-la ali mesmo? Em algum lugar da cidade, com certeza uma mulher tinha sido roubada e, muito provavelmente, perdera a esperança de rever seus pertences."

Laurent resolve que entregará a bolsa lilás para que a polícia descubra a quem ela pertence, mas chegando na delegacia percebe que esperar o tempo estipulado pela polícia para ser atendido irá fazê-lo se atrasar para o trabalho. Laurent então vai embora com a bolsa, decidido a voltar no dia seguinte, e a guarda em seu apartamento.

Movido pela curiosidade, ele começa a vasculhar a bolsa, mas não há nada dentro dela que indique a quem ela pertence. Nenhum telefone, nenhum documento, nada. Apenas uma série de objetos que Laurent não consegue compreender - e uma caderneta vermelha. Uma caderneta vermelha cheia de anotações e pensamentos curiosos que aos poucos vão dando forma à dona daquela bolsa e que fazem com que Laurent mergulhe na mente daquela mulher desconhecida e resolva que irá por si mesmo procurar por ela.


É desta forma que começo definindo "A caderneta vermelha": extremamente romântico, como todo livro que se passa em Paris deve ser. O autor escolheu uma ideia bem simples e original e usou e abusou de ideias incríveis para compor sua estória, de forma que o livro passa longe de ser um romance água com açúcar. Narrado em terceira pessoa, não só conhecemos a mente de Laurent, mas também somos apresentados à "mulher misteriosa", ainda que em poucas partes.

Os personagens são maravilhosos, muito bem construídos e expressivos. Apesar da diagramação um pouco confusa em certos pontos pela falta de identificação dos diálogos, é muito fácil compartilhar dos mesmos sentimentos e pensamentos que eles. Gostei do fato de serem perfeitamente representados pelo que realmente são - pessoas comuns como qualquer um de nós. Os diálogos são bem realistas e a estória fica mais leve por causa disso.

Pela sua prestatividade, não podemos deixar de torcer para que Laurent consiga realizar seu novo objetivo - o de encontrar a dona daquela bolsa, cujos pensamentos aleatórios causaram certo impacto na vida do nosso protagonista. 


Apesar do clima romântico que permeia as páginas de "A caderneta vermelha", o autor mesclou situações cotidianas bem divertidas que mostram que, sim, em bolsa de mulher cabe muita coisa - e até dá umas dicas básicas sobre como agir perante uma bolsa de mulher perdida cheia de artefatos que só fazem sentido para nós!


"Bebeu mais um gole de vinho, com a nítida sensação de que ia cometer um ato proibido. Uma transgressão. Um homem não remexe a bolsa de uma mulher - até os povos mais atrasados deviam obedecer a essa regra ancestral."

Sem dúvidas, um romance único e capaz de conquistar, que retrata como duas vidas podem se cruzar por causa de um acontecimento inesperado e que, na verdade, nada na vida acontece por simples acaso. 

7 comentários:

  1. Achei super legal o titulo deste livro. Gostei ainda mais da sinopse! A premissa parece maravilhosa, eu adoraria ter a oportunidade de ler este livro, sem dúvida nenhuma.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vinícius!
      Este livro veio para mim de parceria com a editora e eu pensei exatamente a mesma coisa quando o escolhi. O livro é, sim, maravilhoso! Quando tiver a oportunidade, leia mesmo, não vai se arrepender!
      Beijo!

      Excluir
  2. Estou lendo este livro, a princípio estou adorando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bonito, amei até o último momento!
      Quando terminar venha nos dizer o que achou!=)
      Bjs

      Excluir
  3. Olá Marina!
    Parece ser um livro super fofo. Curto esse tipo de história, que busca resolver algo dessa maneira. Com certeza eu leria :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - Participe do nosso SORTEIO do DIA DOS PAIS <3 Warcraft + A Princesinha de Vader

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thalita!!
      É sim, tem uma bela história! Leia, você vai amar!
      Beijos

      Excluir
  4. Comprei esse livro pra dar para uma paquera que conheci no Tinder rs, é muito bom. Li até a metade, é uma história muito envolvente e totalmente fora dos padrões comuns de uma sociedade hiperconectada. Espero que ela tambem goste

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.