[Resenha] - Cujo - Stephen King



Editora: Suma das Letras
Lançamento: 2016
Lançamento original: 1981
Gênero: Ficção
Páginas: 335
ISBN: 978-85-5651-025-9

A família Trenton não está passando por seus melhores momentos. Vic está tendo problemas em seu emprego após sua mais famosa propaganda de alimentos causar hemorragia em várias pessoas, seu filho pequeno Tad não consegue dormir direito à noite por causa de um monstro que vive em seu armário, e seu casamento com Donna parece estar ruindo. O que Vic não sabe é que Donna o está traindo com Steve Kemp. Mas ela se sente culpada por isso e resolve colocar um fim neste relacionamento.

Kemp não admite a escolha de Donna e por meio de uma carta, conta a Vic sobre a traição da esposa. Abalado por descobrir tal coisa em uma fase difícil de sua vida profissional, Vic vê uma viagem de trabalho como uma boa oportunidade para se afastar de casa e pensar em tudo o que aconteceu.

E neste meio tempo em que Vic está fora, Donna vai com Tad até a casa e oficina mecânica de Joe Camber, a fim de resolver um problema sério em seu carro. Na primeira visita ao local, algum tempo antes, o pequeno Tad se encanta por Cujo, o extremamente dócil São Bernardo da família - que ninguém sabia ter sido mordido por um morcego e se encontrar em seus primeiros estágios de raiva. 

Neste retorno à afastada casa dos Camber, porém, Donna e Tad se vêem sozinhos. E não demora para que eles descubram que Cujo não é mais o adorável cachorro que brincou com Tad da última vez. Cujo agora está completamente tomado pela doença e tornou-se uma criatura agressiva e com instinto assassino. Sem poder voltar para casa, Donna e Tad agora precisam encontrar um meio de sobreviver, completamente isolados do mundo, antes que algo pior aconteça com eles.


"Donna se deteve, movendo a cabeça para os lados, tentando identificar a fonte daquele som. Por um instante, não conseguiu, mas depois ficou horrorizada, não pelo som em si, mas por não saber de onde estava vindo. Parecia vir do nada. Parecia vir de todos os lugares."


Livros do Stephen King sempre me deixam dividida. As tramas sempre me chamam a atenção, mas a narrativa aos meus olhos passa longe de ser agradável e cativante. Ainda assim, resolvi arriscar novamente com Cujo, pois recordo-me de ter assistido ao filme há algum tempo e ter gostado bastante. 

O livro é em terceira pessoa narrado sob o ponto de vista de todos os personagens, ainda que alguns mais, alguns menos. O que mais achei interessante foi que nem o ponto de vista do próprio Cujo foi deixado de lado, e ver algumas partes sob os olhos dele foi algo bem inusitado e que deu até um charme ao livro.

Mas o que eu mais gostei nesta experiência foi ver as diferenças, ainda que poucas, entre o livro e sua adaptação. Embora este tenha sido um dos raros casos em que o filme me deixou mais interessada do que o livro, algumas cenas eu preferia que tivessem seguido a ideia original. 

Mas apesar dos bons e maus momentos desta leitura, posso dizer que não me arrependo. O trabalho feito pela editora Suma das Letras na confecção e diagramação de cada pedacinho deste livro está impecável e maravilhoso, sendo este um dos livros de aparência mais bonita na minha estante, um exemplar de capa dura em tons de vermelho, preto e branco, digno de colecionador. Se você é fã de Stephen King, não pode deixar passar esta obra. 










2 comentários:

  1. Oi, Marina. Tudo bem?

    Eu gosto do King, mas prefiro os contos. Quando ele escreve romances ele enrola demais e a narrativa dele é muito parada, não tenho paciência. Haha. Mas essa edição é linda, mesmo.

    Beijinhos, Hel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helena, tudo bem?
      Então, menina! Já estava me sentindo culpada por não ter paciência para a narrativa dele, confesso que fiquei aliviada por não estar sozinha hehe
      Já tentei 3 livros e agora acho que não vou arriscar mais, não.
      Não é meu estilo de leitura, embora me encante muito com as sinopses de seus livros...

      Beijos!

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.