[Resenha] - Jantar Secreto - Raphael Montes

Editora : Companhia das Letras
Gênero : Suspense / Policial
Lançamento : Dezembro de 2016
Número de Páginas : 360
ISBN : 9788535928358


Olá leitores! Hoje trago para vocês minha segunda resenha do ano. Já li três livros esse ano, e foram livros MUITO BONS. "Jantar Secreto" é nacional, do carioca Raphael Montes. Ele já tem outros três livros publicados. Ele já é bem conhecido no país, e escreveu esse que é seu livro mais impactante até agora. Nesse livro ele nos apresenta uma turma de quatro amigos, que moram no interior do Paraná. Dante, Miguel, Hugo e Leitão. Eles são amigos de infância, e ao acabarem o ensino médio, todos conseguem passar no vestibular para faculdades no Rio de Janeiro. Eles conseguem um apartamento bem localizado, dentro do orçamento deles, e ficam bastante satisfeitos. Depois de formados, no final de 2014, eles começam então a parte mais difícil : se estabelecer no mercado de trabalho, para conseguirem uma estabilidade financeira. 
"Conquistaria tudo o que havia para conquistar, seria rico, bem-sucedido e independente. Adeus, sociedade rural e preconceituosa! Adeus, mãe e suas indiretas! Ali, era como se nada pudesse dar errado na minha vida. Eu não poderia estar mais enganado."
Mas o ano de 2015 foi o início da grande crise econômica que o Brasil enfrenta até os dias de hoje, e eles passam por muitos apertados para se manterem. O livro é narrado por Dante, formado em administração, homossexual assumido e bem resolvido, que acaba trabalhando em uma livraria. Miguel se formou em medicina, e dá residência em um hospital público. Hugo formou-se em gastronomia, mas consegue apenas trabalhos como assistente em cozinhas de restaurantes variados (ele tem um ego muito grande, e vive como nômade passando de uma cozinha a outra); e Leitão não conseguiu se formar em Ciências da Computação, apesar de ser um gênio em informática (não conseguiu por preguiça mesmo de estudar, ele tem obesidade, vive comendo porcarias além de ser sedentário). 


Como tudo que está ruim pode piorar, eles descobrem que o responsável por depositar o aluguel na conta da imobiliária, não pagou seis meses de aluguel, deixando eles com uma dívida de quase 30 mil reais. Desesperados eles encontram uma solução : organizar jantares secretos pela internet. Estava na moda no mundo virtual, organizar jantares secretos para pessoas que podiam pagar por uma refeição requintada. Eles acham que com cinco ou seis jantares desses podem saldar a dívida do aluguel. Cada um fica responsável por ajudar. Eles fazem o cadastro no site, e acrescentam o cardápio do jantar que farão. Mas mais uma vez um deles faz algo inesperado : troca o ingrediente principal por uma carne muito exótica. Logo dez pessoas entram em contato dispostas a pagarem 3 mil reais para participarem! O que paga a dívida com um único jantar! Contudo tal ingrediente é no mínimo controverso. Após discutirem muito eles decidem que não tem outro jeito. O jantar é um sucesso, apesar da repulsa que ele causa em Dante. 
"Você é engraçado, sabia? Se a carne vem naquele pacote, coberto por plástico transparente, você não se importa. Pega, frita e come sem nem pensar de onde veio. Agora fica aí, cheio de mi-mi-mi. Quer saber? A única diferença é que não sou hipócrita como você."
Após alguns dias, eles acabam encurralados por um dos participantes do jantar, que quer tornar aquilo um negócio permanente. Rapidamente eles começam a lucrar muito, mesmo com Miguel tentando de todas as formas convencê-los a desistir daquilo. Mas o poder que o dinheiro traz seduz, e aqueles jantares abomináveis tomam uma proporção que não tem mais volta. Logo os magnatas da alta sociedade comparecem constantemente aos jantares. Dante se entope de drogas para suportar conviver com aquilo. No início ele vive em dilema, mesmo sabendo que tudo é conduzido com muita segurança e discretamente. As regras para comparecer ao jantar são muito rígidas. Com o passar do tempo ele percebe que aquilo está fora de controle. Uma quadrilha comete crimes absurdos para conseguir a "matéria prima" para abastecer a demanda dos jantares.

No início você não acredita no que está lendo. Tudo é muito repulsivo, mórbido e repugnante. Muitas vezes li algumas cenas, e precisava parar, respirar fundo, passar alguns segundos ou até minutos, absorvendo a monstruosidade dos jantares, para depois ter coragem de continuar. Entretanto conforme as peças vão se encaixando, a sensação de incredulidade desaparece, e é substituída por angústia. O autor é vegetariano, e uma de suas intenções com o livro é chocar nós leitores de forma brutal. Porque não sentimos o mesmo quando se trata de carne bovina, suína ou aviária? Esses questionamentos permeiam todo o livro. Mesmo com toda essa atmosfera, o livro é incrível. O autor nos concede um verdadeiro banquete literário. A trama é como um manjar que deixa nosso paladar inebriado. A forma com que ele aguça nossa curiosidade faz com que largar a leitura nos deixe chateados. A crítica que ele emprega é genial. Nos leva a refletir e questionar de que forma temos levado nossa alimentação. É um livro escrito para devorar!!! A encadernação está belíssima, e o detalhe das laterais das folhas em vermelho, remete a quantidade de sangue presente na história. Espero ler outros livros de Raphael Montes.
"Depois do que contei, é claro que você está me julgando. Deve estar aliviado, pensando : 'eu jamais faria o que ele fez, esse cara é um psicopata.' Sou seu termômetro de criminalidade, seu espelho de morbidez, sua bússola de loucura. Mas a verdade é que, se estivesse no meu lugar, você teria feito o mesmo. É fácil condenar alguém, pulverizar a responsabilidade, montar teorias e encontrar culpados. Mas repito : você teria feito igualzinho."
Para finalizar deixo vocês com o maravilhoso booktrailer! Se deliciem, e até a próxima pessoal!

4 comentários:

  1. Oi, Gustavo. Tudo bem?

    Eu, como vegetariana, tô louquinha pra ler esse livro, pelo que vi, a crítica é bem pertinente ao movimento que critica o especismo, já que comemos carne de alguns animais e não a de outros, como a do se humano.
    Adorei a resenha e curti bastante a última citação.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hello Hel! Tudo bem :)

      Ah você sendo vegetariana esse livro deve agradar seu paladar! Rsrsrsrs... Não conhecia essa expressão que indica a seleção de animais que comemos! Depois que você ler, se quiser conversar sobre, estou a disposição! Muito obrigado pelo elogio. Essa última citação ficou gravada na minha memória, porque tenho que admitir que tenho minhas dúvidas sobre como agiria no lugar de Dante! Beijos

      Excluir
  2. Oiie, Gustavo!! Tudo bom??!

    Ahh eu acabei de resenhar "Suicidas", do Raphael! E acredito que seja tão polêmico quanto! Eu conheci o autor e acredito que ele goste desses debates em seus livros, estou louca para ler os outros três dele!
    Em Jantar Secreto não parece diferente, temos alguns dilemas morais para discutir com o leitor e mostrar que estamos tão próximos aos personagens quanto jamais imaginamos. Acho isso fantástico!!

    Parabéns pelas escolhas das citações! Adorei a resenha e estou louca pra ler!

    Bjs ;*

    ...:::EntreLinhas Fantásticas - Tem sorteio no blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, tudo bem, e você?

      Realmente é perceptível que o autor gosta de polemizar. São questões morais levantadas por eles, as quais ele mostra um lado sem muitos escrúpulos para responder! Por isso é quase impossível não ser impactado por ele. Também quero ler outros livros deles... Obrigado pela visita, beijos!

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.