[Pottermore] - Porquê o romance de Lupin e Tonks é uma das maiores tragédias de Harry Potter

Ele era um lobisomem, ela era uma metaformaga apaixonada por um lobisomem. O que poderia dar errado?

Tonk e Lupin de pé junto do Príncipe Mestiço



O romance de Ninfadora Tonks e Remo Lupin aconteceu, na maior parte, fora das páginas. Nós nunca presenciamos o primeiro encontro deles; nunca vimos os dois se apaixonando lentamente um pelo outro durante as missões da Ordem da Fênix; nem vimos seu eventual casamento – ou morte.

Foi uma sub-trama: algo acontecendo no segundo planp, um jeito de mostrar que o mundo mágico não gira em torno de Harry Potter, que a história dele é uma das muitas acontecendo ao seu redor. E, por isso, que talvez nós nunca absorvemos totalmente o impacto do quão triste o romance deles realmente é. É uma história de amor destinada a falhar por preconceito e guerra, mas termina muito pior.

Essa é a tragédia de Tonks e Lupin.
Remo Lupin estava convencido que ninguém o amaria
Em um texto no Pottermore Remo Lupin, J.K. Rowling detalha como Lupin e Tonks se conheceram:

“Remos, frequentemente melancólico e sozinho, ficou primeiro divertido, depois impressionado, e então seriamente ferido pela jovem bruxa. Ele nunca tinha se apaixonado antes. Se Se tivesse acontecido em tempo de paz, Remo teria simplesmente ido para um novo lugar e um novo trabalho, e então não teria que aguentar a dor de ver Tonks se apaixonar por um bruxo jovem e bonito no escritório de Auror, o que foi que ele esperava que acontecesse”.

Isso porque o lobisomem Lupin, condicionada por anos de estigma e preconceito, não se considerava merecedor do amor: que ele era defeituoso demais para Tonks para retribuir sentimentos.



Mas Tonks mudou isso

Tonks não ligava. Com o passar de suas missões da Ordem da Fênix, ela também se apaixonou por Lupin – mesmo se ele estivesse ‘muito ocupado sentindo pena de si mesmo para notar’. Lupin, ao descobrir, se sentiu mais feliz do que jamais sentira na vida. Mas não durou muito.

Seu romance inicial foi... complicado

Lupin pode ter ficado emocionado ao saber dos sentimentos de Tonks, mas isso não significa que os retribuiu naquele momento. Ao invés disso, ele se desligou. Ele evitou missões com ela, mal falava com ela e começou a se voluntariar para a maioria das tarefas perigosas.

Tonks acreditava que ele se recusava a admitir seus sentimentos de nobreza. Mas Lupin estava na verdade em desespero, convencido de que não poderia arriscar se casar e passar licantropia para uma criança. Tonks, convencida que Lupin nunca ficaria com ela de novo, se tornou infeliz.



Mas o amor um pelo outro era muito forte

Novamente, Tonks não ligou para a condição de Lupin. Inspirada pelo amor de Fleur Delacour por Gui Weasley – que tinha sido mordido pelo mesmo lobisomem que atacou Remo quando criança, Fenrir Greyback – Tonks tornou seus sentimentos perfeitamente claros:

“’Entenda’, disse uma voz tensa. Tonks estava olhando para Lupin. ‘Ela ainda quer se casar com ele, mesmo que ele tenha sido mordido! Ela não liga!’‘É diferente’, disse Lupin, mal movendo os lábios e aparentando tenso.‘Gui não será um lobisomem por completo. Os casos são completamente – ‘‘Mas eu não ligo também, eu não ligo!’, disse Tonks, pegando as vestes de Lupin e sacudindo. ‘Eu já disse milhões de vezes...’” (Harry Potter e o Príncipe Mestiço)
Eles se casaram

Lupin nunca sentiu à vontade com seu amor por Tonks, continuando a pensar que ele estava sendo cruel e egoísta. Mas eles se casaram em segredo no norte da Escócia, com testemunhas de uma taverna local bruxa. Como J.K. Rowling escreve:

“Ele continuou temendo que o estigma ligado a ele infectaria sua esposa e desejava por nenhuma festa por sua união; ele ia constantemente da alegria por ser casado com a mulher dos seus sonhos ao terror do que ele poderia ter trazido para eles.”

O romance deles foi áspero e de guerra

Desde o começo, o romance de Tonks e Lupin era definido por complicações, por desafios a serem vencidos, por ansiedade e medo. Eles não só tiveram que lidar com estigma e preconceito, e as dúvidas e remorsos de Lupin, mas também com a Segunda Guerra Bruxa.

Um amor já foi testado tão ferozmente? Mesmo quando Tonks ficou grávida, as notícias estavam eram ofuscadas pela preocupação de Lupin. Ele tinha passado a frente sua condição para uma criança inocente? Ele tinha condenado outra vida para a miséria? Chegou um ponto que a preocupação tomou conta dele, e ele tentou fugir. Mas em um confronto nervoso com Harry, ele foi convencido a ficar.

E então havia esperança

Teddy Lupin não nasceu com nenhum sinal de lincatropia, mas herdou a habilidade de mãe de mudar sua aparência quando quiser. A noite do seu nascimento foi uma das poucas vezes quando Remo Lupin pareceu estar realmente feliz. Ele achou a Ordem e, radiante, contou a eles as boas notícias. Com nada além de gratidão, ele convidou Harry para ser padrinho de Teddy. Houve um brinde. ‘Para Teddy Remo Lupin’, disse Lupin, ‘um grande bruxo em desenvolvimento!’

Tudo estava dando certo. Remo, Ninfadora e Teddy: uma família, vivendo felizes para sempre. Tudo estava indo bem.



A Batalha de Hogwarts

Não é o desespero que pega você. É a esperança.
Sim, depois de toda a luta, todos as preocupações, todos os desafios vencidos, ambos Ninfadora Tonks e Remo Lupin foram mortos durante a Batalha de Hogwarts. É um final cruel: um final, esmagando injustiças em um mundo de injustiça. Por que tinha que ser eles? Por que tinha que ser agora?
Uma das coisas mais tristes é que Tonks não deveria estar lá.

“Harry olhou para Tonks. ‘Eu pensei que você estaria com Teddy na casa da sua mãe?’‘Eu não poderia suportar não saber –‘ Tonks olhou angustiada. “Ela vai tomar conta dele – você viu Remo?’‘Ele estava planejando liderar um grupo de guerreiros por terra –‘Sem nenhuma outra palavra, Tonks acelerou. ”

Nós nunca vimos Tonks achar Lupin. É incerto se ela o achou. A próxima vez que Harry a vê, ela está morta, deitada lado lado com Lupin; juntos, até a morte.

Mas seu legado vive

A tragédia de Tonks e Lupin é um capítulo triste de uma história maior. Seu amor irá viver – por Teddy. E embora, como Harry Potter e seus pais, Teddy crescerá sem conhecer sua mãe e seu pai, ele entenderá que é pelo seu sacrifício, seu amor, que ele cresce em um mundo melhor.


Texto: Pottermore
Tradução: Beatriz Baptista

Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.