[Resenha] - A Última Camélia - Sarah Jio


ISBN-13: 9788581638355
ISBN-10: 858163835X
Ano: 2017 / Páginas: 320
Idioma: português 
Editora: Novo Conceito

2000

Addison é uma botânica realizada. Ela ama o trabalho e é casada com seu grande amor Rex, um escritor que está tentando mostrar aos pais que pode viver da escrita de seus livros. Tudo estaria perfeito se não fosse o passado obscuro de Addison que insiste em atormentá-la. Seu nome: Sean. Ele está decido a contar todos os segredos da garota se ela não lhe der uma grande quantia em dinheiro.
Determinada a fugir o quanto pode de Sean e seu passado ela convence o marido a passar o verão na Mansão Livingston, recém adquirida pelos pais de Rex, a mansão é um refugio do outro lado no oceano, na Inglaterra.

Ao chegar na mansão o casal logo conhece a Senhora Dilloway, a governanta da casa que trabalha lá há mais de 60 anos. Ela é misteriosa e ríspida e nitidamente não está nada satisfeita com o fato da mansão ter sido vendida, e o mais estranho de tudo, com todos os pertences dos antigos donos junto.

" Pensei no que o taxista tinha me falado sobre a casa.- Rex, você acha que aconteceu alguma coisa aqui? - Quem sabe? - respondeu, dando um sorrisinho - talvez a empregada tenha uma pilha de corpos escondidos no sótão." - página 49

Logo Addison e Rex se veem envolvidos numa aura de mistério sobre o que aconteceu com os antigos moradores, principalmente Lady Anna, que morreu em condições misteriosas no início dos anos 40. Cada vez mais envolvidos nas histórias dessa família eles começam uma investigação que pode desenterrar perigos que eles jamais imaginariam.


1940

Flora é a nova babá da Mansão Livingston. Ela veio dos Estados Unidos a mando do Sr Price mas não para ser babá, seu trabalho é encontrar uma Camélia muito rara chamada Middlebury Pink para seu patrão que é um ladrão de flores. 
A Camélia é tão rara que a maioria das pessoas duvida que ela realmente exista mas Flora precisa do dinheiro do trabalho para ajudar seus pais que passam dificuldade em casa. 

" - Você gosta dos seus pais, não gosta? Assenti, lembrando-me da maneira como o cobrador havia machucado o rosto do papai. - E você gostaria de vê-los livres da divida, com mais tempo para descansar e relaxar, não é? - Sim... - murmurei, limpando os olhos com um lenço. - Então encontre a camélia." - página 32

As coisas começam a mudar quando ela se apaixona pelos filhos do Lorde Livingston e tenta a todo custo melhorar a vida deles, que virou um desastre quando a mãe, Lady Anna morreu de causas misteriosas. Ninguém na casa parece querer falar sobre a senhora Livingston e a governanta Senhora Dilloway com certeza tem secretos escondidos.  

Quando ela começa a encaixar as peças dessa morte e muitas coisas começam a aparecer, ela percebe que se meteu num grande problema ao aceitar o trabalho. Foi fácil entrar na Mansão Livingston mas nada garante que ela conseguirá sair. 

Sarah Jio é uma das autoras mais surpreendentes dessa geração. Só ela sabe misturar dois tempos tão distantes e conecta-los como se fosse fácil transitar de um para outro. Nunca fui muito fã desses livros que alternam tempos, falei isso na última resenha de Jio que fiz e reafirmo que ela sabe conduzir a história de uma forma tão única que me faz gostar dessa transição, apenas quando ela escreve. 

O livro é narrado ora pela Addison (anos 2000), ora pela Flora (anos 1940) e é incrível como conseguimos distinguir exatamente quem está narrando. A linguagem é temporal e a personalidade de cada uma delas está implícita nas palavras que lemos.

A história pode parecer boba por se tratar de uma flor, mas isso é a apenas um motivo secundário, o que une os personagens principais: todos eles amam botânica e amam camélias, isso fez com que eles se reunisse transcendendo o tempo em volta do mistério da Middlebury Pink. 
Além disso, temos um pitada de romance, drama, conflitos familiares e muito, mas muito mistério. Cada página lida nos faz entrar de cabeça na história que é revelada aos poucos e as dicas que a autora nos deixa desde o começo são fantásticas. É a dose certa para o sucesso do livro, que chega ao final de uma forma linear e explode nossas emoções com revelações surpreendentes. 

Veja a resenha em vídeo: 


Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.