[Resenha] - O ceifador - Neal Shusterman


ISBN-13: 9788555340352
ISBN-10: 8555340357
Ano: 2017 / Páginas: 448
Idioma: português 
Editora: Seguinte


Num futuro pós-apocalíptico a humanidade aprendeu a vencer tudo, a dor, a fome, a doença e a morte. Ninguém mais precisa sofrer de uma doença incurável, elas simplesmente não atingem o corpo humano. Não existe velhice e o corpo nunca para de trabalhar. Não existe crime porque a Nimbo-Cúmulo cuida para que tudo seja visto o tempo todo. 
A Nimbo-Cúmulo é uma consciência infinita que armazena todas as informações existentes e de acordo com tudo o que vê consegue estimar o futuro. Quando o mundo percebeu que era mais eficiente ser governado por uma maquina do que por humanos atingiram a perfeição. 

Porém com o alto número de nascimentos e nenhuma morte, os humanos perceberam que era preciso fazer uma seleção de quem seria imortal e quem teria que morrer. Para isso foi criada a Ceifa. A Ceifa é a unica entidade que existe nesse novo mundo que não sofre interferência da Nimbo-Cumulo.

"Agora, pela primeira vez na história, a lei não era mais uma sombra da justiça, mas era a justiça. A Nimbo-Cúmulo nos proporcionou um mundo perfeito. A utopia com que nossos ancestrais sonhavam é a nossa realidade. Quando se decidiu que as pessoas precisavam morrer para conter a onda de crescimento populacional, também se decidiu que isso deveria ser responsabilidade dos humanos. O conserto de pontes e o planejamento urbano poderia ser entregue à Nimbo-Cúmulo, mas tirar uma vida era um ato de consciência e senso moral. Como não se podia comprovar que a Nimbo-Cúmulo tinha nenhum dos dois, nasceu a Ceifa. Não lamento essa decisão, mas sempre me pergunto se a Nimbo-Cúmulo teria feito um trabalho melhor." -  Do diário de coleta da ceifadora Curie.


Rowan e Citra são escolhidos pelo Ceifador Faraday para serem aprendizes de Ceifador, ao longo de um ano eles fariam todo tipo de treinamento para serem bons na arte de "coletar" pessoas e ao fim desse ano um deles seria escolhido e o outro poderia retornar a vida normal. 
Logo eles descobrem que Faraday segue a risca os mandamentos dos Ceifadores e ao contrario do que muitos imaginam, ele sofre por ter que matar pessoas. E é justamente isso que faz dele um bom Ceifador. 

Eles logo conhecem um grupo de Ceifadores que estão tentando revolucionar a Ceifa, mostrando que coletar pode ser prazeroso e que não há mal nisso. Citra e Rowan não demoram pra perceber que a Ceifa vive em cima de pilares que podem desabar a qualquer minuto, pois não importa o que aconteça, o ser humano é capaz de destruir tudo o que ele coloca a mão.

O Ceifador é o primeiro livro de uma coleção, não sei exatamente quantos livros serão, pesquisei em sites internacionais mas ainda não há informações sobre isso. O livro tem cenas bem fortes, por que descreve muitas das coletas que os Ceifadores têm que fazer e nem sempre elas são agradáveis ou justas. Mas eu achei extremamente interessante a forma como o autor aborda esse novo mundo. 
Achei fantástico nessa distopia que ela não se parece com as outras. Não há elementos semelhantes e nem romances no plano de fundo. Mesmo com muitas histórias distópicas surgindo, essa conseguiu inovar e chamar atenção de uma maneira rara hoje em dia. 
A narrativa é intensa, te prende do começo ao fim. E o final é surpreendente. Achei muito bom o fato de o livro ter um final próprio, não dependendo de continuações para que encerremos a história.
Estou muito curiosa para saber o que mais o autor pensa sobre esse mundo que ele criou, mostrando que mesmo num mundo perfeito e sem dores, os humanos são capazes de inventar novos jeitos de machucar uns aos outros.


COMPRE O CEIFADOR DE NEAL SHUSTERMAN:
Saraiva: http://compre.vc/v2/145ac4ae160
Submarino: http://compre.vc/v2/1455628eca2
Amazon: http://amzn.to/2rVY4Mg

4 comentários:

  1. Oi, Carol!
    Eu comprei esse livro na Amazon week e estou louquíssima pra ler logo! Sua resenha me deixou ainda mais animada :D
    Beijosss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Noooossa, ele é fantástico!! Me conte depois o que achou!

      Excluir
  2. Oi, Carol. Uma adolescente de 12 anos pode ler este livro? Qual a classificação dele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Polly, livros não tem classificação ne, o que é uma pena. Mas, eu não sei se é uma boa ideia não, tem cenas de assassinato, e são bem descritos. Não tem certeza se ela levaria numa boa.

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.