Serviço de inteligencia da Inglaterra impediu que suposto livro de Harry Potter vazasse.

Em julho de 2005, semanas antes do lançamento mundial de Harry Potter e o Enigma do Príncipe, o livro quase vazou. Isso só não aconteceu porque o GCHQ, orgão de inteligencia e segurança da Inglaterra impediu. A história veio a tona há mais ou menos 1 ano quando Nigel Newton, fundador e CEO da Bloomsbury, que é a editora que publica o livro na Inglaterra contou detalhes em uma entrevista.


A cada novo lançamento a empolgação era visível entre os fãs da Saga, filas longas eram formadas na frente das livrarias no dia dos lançamentos. Porém em Enigma do Príncipe todos sabiam que um personagem importante morreria e isso causou grande alvoroço, todos os veículos de comunicação estavam tentando descobrir quem seria esse personagem antes do lançamento. 




"Felizmente tivemos muitos aliados. O GCHQ me ligou e disse 'Nós detectamos uma cópia do livro na internet'", contou Newton. O GCHQ enviou alguns trechos que estavam sendo compartilhados na internet para a editora e eles perceberam que se tratava de um material falso. 

O GCHQ monitora comunicações virtuais e eletrônicas no território, de forma a protegê-lo do crime organizado e de possíveis ataques terroristas no país. Quando procurado pela BBC à respeito do caso, o serviço secreto respondeu apenas: "Não comentamos as defesas que realizamos contra as artes das trevas".

Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.