[Resenha] Eu estive aqui - Gayle Forman


Editora: Arqueiro
Lançamento: 2015
Original: I was here
Páginas: 240
ISBN: 978-85-8041-423-3

Em "Eu estive aqui", Gayle Forman cria uma história intensa sobre os acontecimentos que levam uma pessoa a desistir da própria vida e as consequências que isso pode trazer aos que vivem ao nosso redor, de forma a abrir nossos olhos para a dura realidade do suicídio. Cody está arrasada ao descobrir de forma mais inesperada possível que sua melhor amiga de infância, Meg, se matou. Tudo veio a tona a partir de um e-mail programado por Meg para ser recebido somente horas depois do acontecimento, para que não houvesse mais o que fazer. 

Sinto informar que precisei dar fim à minha própria vida. Estou adiando esta decisão há muito tempo, e ela é minha e de mais ninguém. Sei que isso lhe causará sofrimento, e lamento que seja assim, mas saiba que eu precisava acabar com a minha dor. Não tem nada a ver com você, mas tudo a ver comigo. Não é culpa sua.
                                                                                                          Meg

Como Cody via na família de Meg uma família para si mesma, ela continuou visitando-os mesmo depois do acontecimento. Em um dia porém, os pais de Meg chegam com um pedido para Cody - ir até a cidade onde a filha estudava para recolher seus pertences e levá-los para casa. Cody prontamente aceita, a fim de descobrir algo que possa revelar o motivo de Meg ter se suicidado. Ao chegar lá, ela passa a ter contato então com um lado da vida de Meg que nunca imaginou conhecer e passa a se questionar o quanto conhecia de verdade sua amiga de infância. Os segredos de Meg aos poucos vão aparecendo e é com a ajuda de um integrante de uma banda e um hacker que Cody passa a mergulhar cada vez mais fundo da história de sua amiga, ainda que saiba que pode não estar inteiramente preparada para saber a verdade por trás do que aconteceu com Meg.

Depois de um grande pedido por parte de minha irmã para ler este livro que ela considerava muito bom, eu resolvi dar uma chance. E realmente me prendi e me perdi na leitura, achando este um livro muito interessante. É uma trama diferente sobre um tema que ronda fortemente nossa sociedade, mostrando as dores de quem fica após alguém querido tirar a própria vida, mas também se aprofundando nos motivos que podem levar uma pessoa a cometer suicídio. A autora aborda os temas que podem levar a este fim de forma intensa e profunda, o que faz com que passemos a refletir sobre tudo ao nosso redor. Cody dizia conhecer completamente sua melhor amiga, mas pelo desenrolar dos acontecimentos, não era bem assim. 

Até que ponto estamos por perto para quem precisa de nós? Tal pensamento permeando a mente de nossa protagonista faz com que ela siga caminhos inusitados na tentativa de descobrir, principalmente, onde e quando falhou com sua melhor amiga. Este conflito de sentimentos que a autora expõe em seus personagens é que dá um charme a mais ao livro, pois é claramente possível enxergar seus anseios quanto ao que aconteceu com Meg. Não satisfeita com isso, a autora ainda aborta outro tema sério: a intensa confiança que alguns depositam em seus amigos virtuais, os quais nunca viram pessoalmente mas que a eles contam casos da vida e por vezes seus sentimentos mais profundos. 

Com um agradecimento emocionante, a autora fez desta obra uma lição para que todos abramos nossos olhos para aqueles que precisam de nós, para que assim, comecemos a tentar entender o próximo e dar apoio quando o que as pessoas mais precisam é de alguém que lhes ouça sem julgamentos.  

10 comentários:

  1. Olá!
    Eu adoro essa autora e quero muito ler essa livro! Gosto bastante quando esses temas são abordados. É muito importante que todos nós abramos nosso olhos, como você citou.
    Adorei sua resenha ❤️
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  2. Oi Raissa!
    O único livro dela que já li foi além desse foi "Se eu ficar", que também amei. Adorei a temática dos dois e pretendo conhecer outras obras da autora, porque ela escreve muito bem!
    Apesar de ser uma ficção, aborda a realidade também e eu adoro livros assim! A leitura valeu muito a pena, espero que goste quando tiver a oportunidade!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marina. Eu já li outro livro da autora e não gostei, achei tudo meio parado demais, meio mórbido e por isso tinha desistido de ler livros da autora, mas todo mundo fala desse livro com água nos olhos, e sinto que preciso dar uma chance verdadeira a ele, mesmo que o tema para mim, não seja dos melhores. Adorei sua resenha!
    Beijo
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Espero que você goste desse então. Apesar do foco não ser um tema feliz, a história possui um lado bem bonito por trás. Adoro livros de onde podemos tirar alguma lição para a vida, por isso achei bem interessante.
      Obrigada pela sua visita! Se resolver dar uma chance ao livro, venha contar pra mim o que achou depois!
      Beijos

      Excluir
  4. Nunca tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro, nem sabia sobre o que se tratava. Depois da sua resenha, me interessei muito pela leitura, sério. Eu já li "Se eu ficar" dessa autora, amei o livro, mas depois que eu li "Para onde ela foi", confesso que fiquei meio decepcionada com a autora hahahha (julguei pelo livro, né heheh). Mas quero muito ler esse livro, fiquei intrigada mesmo, e eu gosto de livros assim, enfimmm.. Adorei sua resenha!
    Bjss,
    Meise Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata!
      Que bom que a resenha despertou sua curiosidade. O meu caso foi exatamente igual ao seu. Amei "Se eu ficar", me decepcionei com "Para onde ela foi" e precisei de um empurrão para aceitar ler "Eu estive aqui". Então eu te entendo completamente. Espero que goste deste, despertou novamente a vontade de ler outros da autora. Vamos que vamos rs
      Beijos!

      Excluir
  5. Este livro é muito emocionante! Nos faz pensar bastante sobre amizades e relacionamentos e como mesmo melhores amigos nem sempre sabem o que se passa na vida do outro. Super recomendo a leitura ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ben.
      Realmente o livro é bem forte e impactante. Histórias que tratam sobre esses assuntos de forma realista sempre mexem muito comigo.
      Muito obrigada pela visita!

      Excluir
  6. Oii, Marina <33
    Eu estou com esse livro empacado por aqui faz já não sei mais quanto tempo hahaha sua resenha, como sempre, me deixou curiosa e empolgada com o livro, obrigada!
    Gostei das experiências que já tive com a Gayle, acho que só desanimei desse livro porque achava que não estava na vibe da temática pesada de suicídio... não que alguma vez a gente possa estar de fato preparada pra lidar com esse assunto, né? Mas, enfim, fiquei com vontade de pegá-lo e tirar as poeiras agora, já faz um tempo que não me emociono MESMO com algum livro.
    Beijosss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kath! <3
      Fico feliz que minha resenha tenha despertado o seu interesse pelo livro! Realmente, é uma temática que a gente nunca sabe como vai lidar direito a respeito. Ainda mais pela forma sob como ele é colocado no livro. Geralmente é sempre uma surpresa desagradável porque nunca se imagina que isso pode acontecer com alguém próximo da gente. Mas é um bom livro, que eu super indico a leitura.
      Espero que você goste!
      Beijoss

      Excluir

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.