[Resenha] - Céu Sem Estrelas - Íris Figueiredo

Título original: CÉU SEM ESTRELAS
Capa: Alceu Chiesorin Nunes
Páginas: 360
Formato: 16.00 X 23.00 cm
Peso: 0.492 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 22/06/2018
ISBN: 9788555340697
Selo: Seguinte

"Céu Sem Estrelas" conta a história de Cecília, uma garota que acaba de completar dezoito anos que passou no vestibular e está fazendo curso de Desenho Industrial na faculdade. Ela trabalhava em uma livraria de shopping chamada "Papel & Letras", até que ela acaba sendo demitida justo no dia do seu aniversário. No mesmo dia, ela sai para comemorar a data com suas amigas, porém ela não estava no clima para festejar, portanto ela só havia ido para agradar a sua melhor amiga Iasmin, que leva seus aniversários muito a sério. Após a convencerem de beber no seu aniversário de 18 anos, Rachel (uma outra amiga de Cecília) liga para Bernardo (irmão de Iasmin) para que ele viesse buscar as duas e as levassem para casa. 


Cecília acaba dormindo na casa de Iasmin, mas no dia seguinte, ela não se lembra de nada da noite anterior desde que começou a beber. Quando ela volta para casa, acaba tendo uma briga com sua mãe por não ter avisado que ia ficar na casa de uma amiga e por não ter contado que foi demitida de seu antigo emprego. Logo, a mãe de Cecília manda a filha passar um tempo na casa de sua vó, mas Cecília odeia quando ela tem que ir para a casa de sua vó porque está "dando trabalho" para a sua mãe, por isso ela resolve ficar na casa de Iasmin, que a recebe muito bem em sua casa, junto com a sua família, que até então, Cecília acreditava ser perfeita, pois sua vida estava desmoronando, então ela não achava que pessoas como eles teríam problemas tão graves quanto ela.

Bernardo sempre foi a paixão platônica de Cecília, então morar sobre o mesmo teto que ele acabou sendo uma chuva de emoções, porém ela nunca teve muitas esperanças de ficar com ele, pois ela se achava gorda e feia. Acontece que Bernardo conhecia Cecília há muito tempo, pois ela sempre foi a melhor amiga de Iasmin, mas recentemente ele acabou percebendo que Cecília havia se tornado uma mulher muito bonita com o passar dos anos, por isso ele se interessa em conhecer melhor a amiga de sua irmã. Não demora muito para eles notarem que tinham muito em comum (mas obviamente também possuíam suas diferenças), então logo eles começam um tipo de "relacionamento beta".

E Cecília me lembrava que a vida podia ser um pouco mais que encontrar a galera no bar no meio da semana para uma conversa fiada. Que às vezes você tinha a sorte de encontrar alguém que era capaz de ouvir as questões existenciais que você tinha para compartilhar sem rir ou fazer pouco caso. Que amizade era muito mais que ir a festas - era arrombar portas por quem você se importava se fosse preciso.

Bernardo também tinha seus traumas e ressentimentos de infância, sendo a maioria deles relacionados ao seu pai, mas ele nunca conseguiu contar e desabafar com alguém sobre isso, logo ele enxerga a Cecília como a sua primeira oportunidade de se abrir emocionalmente. Bernardo tinha amigos, mas nem mesmo ele sabia se eram seus verdadeiros amigos, pois nunca conseguia ter uma conversa sobre um assunto sério com eles, por isso ele nunca se viu indo até um deles para pedir ajuda.

Resultado de imagem para céu sem estrelasO livro todo é narrado em primeira pessoa, porém nós não acompanhamos os pensamentos de apenas um personagem, pois o livro vai alternando entre a visão de Cecília e a de Bernardo. Eu simplesmente adorei isso, pois nós podíamos ver os dois lados da história e este elemento nos deixa muito mais ligados aos personagens. "Céu Sem Estrelas" aborda temas muito importantes, principalmente para os jovens dos dias de hoje, como o equilíbrio entre a vida acadêmica e social, depressão, bullying, suicídio, entre outros. Eu achei o livro bem dinâmico, pois a leitura não ficou monótona ou cansativa em momento algum, sempre havia acontecimentos que eram super importantes para a história, por isso eu posso afirmar que autora não ficou com enrolação ao escrever o livro, indo sempre direto ao ponto, mas com seus momentos mais calmos que também são muito importantes para o desenvolvimento dos personagens.


O amor é paciente. Ele é feito de respeito e apoio mútuos. Ainda tenho medo do abandono, mas procuro pensar todos os dias que aqueles que importam estarão sempre comigo. Que uns chegam e outros vão, mas que não posso aceitar menos do que eu mereço.

Um ponto negativo que eu encontrei, foi em relação ao final da história, pois nem todos os casos foram 100% solucionados, mas isso pode ter acontecido para demonstrar que nem tudo acaba com um "Felizes para sempre", principalmente no caso de Cecília. Um fato curioso é que o livro se chama "Céu Sem Estrelas", porém na capa, nós vemos Cecília sentada no chão olhando para um céu completamente estrelado, saiba que isso não é apenas uma ironia, pois possui um significado e está relacionado a uma cena do final do livro, por isso eu não vou entrar muito em detalhes para não acabar dando um spoiler. Portanto, eu super recomendo "Céu Sem Estrelas", é um ótimo romance com personagens carismáticos, temas reflexivos, e uma leitura dinâmica que vai fazer você devorar este livro em poucos dias !!!

Nenhum comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão! Volte sempre! :)

© Blog Leitura Virtual - Por Carol Mariotti - Todos os direitos reservado. Cópia proibida. Tecnologia do Blogger.